Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Jesus promete lançar jogadores menos utilizados com Vitória de Guimarães

12.01.10, Planeta Cultural

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, prometeu esta terça-feira lançar jogadores que têm sido pouco utilizados, quarta-feira, frente ao Vitória de Guimarães, em jogo da segunda jornada do Grupo C da Taça da Liga.

 

"Vou dar-lhes mais ritmo de jogo para ter um plantel mais forte para o futuro", justificou o treinador "encarnado", em declarações à Benfica TV, na antevisão do encontro com o Vitória, uma equipa que considera estar "mais forte" do que quando o Benfica foi a Guimarães vencer para a Liga.

Jesus garante que vai apresentar "uma estratégia táctica diferente" para este jogo do que apresentaria se o mesmo "fosse para o campeonato", até em função "da derrota em casa do Vitória de Guimarães frente ao Rio Ave", por 2-1, na primeira jornada da Taça da Liga.

Seja como for, espera um Benfica "muito confiante, com ideias claras, humilde", de modo a que a sua "qualidade técnica e táctica" faça a diferença.

Questionado sobre os efeitos da paragem do Natal, Jesus reconheceu ter provocado "uma quebra de ritmo competitivo", que a equipa já recuperou em boa parte, depois dos jogos com o Nacional e o Rio Ave para Liga, esperando que este jogo de quarta-feira permita "elevar os níveis competitivos e a intensidade do seu jogo".

Sobre o risco da opção por jogadores menos utilizados, lembrou que uma equipa "não são 11 jogadores" e que o plantel do Benfica tem "quantidade e qualidade" suficientes, como grande clube que é, para facultar ao treinador "opções para jogar com eles em função das dificuldades dos jogos".

O treinador "encarnado" destacou a "cultura" que impera hoje na Luz, consubstanciada "no respeito pelos adversários, pela profissão e pelo clube" e também na assimilação de que "os títulos só são possíveis de conquistar com sacrifícios".

Além de prever que o Benfica estará melhor no jogo de amanhã do que esteve em Vila do Conde, tal como irá suceder no Funchal, frente ao Marítimo, Jesus espera o apoio dos benfiquistas em Guimarães, apoio esse que, na sua óptica, "já valeu cinco ou seis pontos ao Benfica esta época".

"Tem sido fundamental, sobretudo nos momentos em que a equipa não está tão bem, transmitindo confiança e força anímica", disse Jesus, que conta que esse apoio volte a manifestar-se no Municipal de Guimarães, apesar do jogo, por ser para a Taça da Liga, suscitar "menor motivação para os adeptos".

 

 

Fonte: O Jogo

 

Morgan Stanley sobe preço-alvo da Galp

12.01.10, Planeta Cultural

O Morgan Stanley reviu hoje em alta o preço-alvo da Galp Energia, de 14 para 16 euros, mantendo a recomendação de "overweight/atractiva".

Theepan Jothilingam, analista do Morgan Stanley que faz a cobertura da petrolífera liderada por Ferreira de Oliveira, mantinha um “price-target” de 14 euros desde 17 de Fevereiro do ano passado, tendo o anterior “research” em que aludiu à Galp sido divulgado a 9 de Setembro de 2009.

Este novo preço-alvo confere à petrolífera um potencial de valorização de 26,4% face aos 12,65 euros a que encerrou na sessão de hoje, jornada em que cedeu 0,78%, a acompanhar a queda das cotações do crude.

Na nota de “research” de hoje, o Morgan Stanley anunciou também uma revisão em baixa, para “underweight” das acções da petrolífera anglo-holandesa Shell.
 

 

Fonte: Jornal de Negócios

Pinto da Costa: "Vamos pedir um apito encarnado"

12.01.10, Planeta Cultural
O presidente do FC Porto apelou ontem ao "Secretário de Estado do Desporto ou a alguém do Governo que investigue o que se passa nos campos portugueses. Temos de pedir que inventem um apito encarnado ou um apito de outra cor qualquer". "Inventaram os Apitos Dourados e outros processos, fecharam-nos e voltaram a abri-los, mas todos foram arquivados e o meu nome saiu ilibado de todos. Não sei se aconteceria o mesmo se inventassem apitos de outra cor", referiu em tom particularmente crítico.

Mais calmo, Pinto da Costa manifestou-se satisfeito com a escolha de Bruno Alves como alvo de homenagem por parte da Casa de Espinho do clube, classificou-o como símbolo do que é "um jogador à FC Porto" e ainda garantiu que o central vai continuar no clube "durante muito tempo", antecipando a renovação anunciada do seu contrato e colocando um ponto final na especulação em torno da sua eventual saída durante o período de transferências de Inverno.

Discursando no final das comemorações do 10º aniversário da Casa de Espinho, Pinto da Costa estendeu os elogios a Manuela Aguiar, também homenageada, considerando-a "um símbolo das mulheres adeptas do FC Porto". Quando a Bruno Alves, só elogios. "Ninguém representa melhor o símbolo do que é um jogador à FC Porto do que ele. Aprendeu muito com o seu pai, Washington. Foi rodando, jogou onde lhe disseram para jogar para poder vir a ser uma grande estrela do FC Porto e agora é um jogador influentíssimo." Por isso mesmo, Pinto da Costa fez questão de manifestar a sua satisfação não só pela homenagem ao jogador, mas também "por saber que continuará por muito tempo no FC Porto e que, quando terminar a carreira, ficará sempre ligado ao clube". Uma referência clara ao iminente anúncio da renovação do central. Depois, o presidente portista passou ao ataque. "O que diriam do Bruno Alves se ele confundisse um jogador com a bola como aconteceu num jogo recente do Nacional da Madeira?" perguntou. Antes de terminar, o presidente portista voltou a apontar baterias ao jornal "A Bola", anunciando a intenção de avançar com uma queixa-crime contra José Diogo Quintela, dos Gato Fedorento, por ter publicado um artigo onde diz que Pinto da Costa comprou um árbitro por 2500 euros. "Ninguém vai conseguir ofender o FC Porto. Unidos, vamos impor-nos pela positiva para tentar ganhar o título e homenagear o José Maria Pedroto", referiu, reforçando mais uma vez que, "enquanto for útil", continuará a defender "os interesses do FC Porto".

Visite aqui a fonte da informação

Nuno André Coelho renovou até 2014

12.01.10, Planeta Cultural
Nuno André Coelho renovou o vínculo com o FC Porto, tendo prolongado o contrato com os tetracampeões nacionais por três épocas. Assim, o central continuará a vestir de azul e branco pelo menos até 2014. De resto, o jogador tem também a garantia de que continuará no plantel principal e às ordens de Jesualdo Ferreira até ao final da temporada, e isso apesar de existirem diversos clubes interessados no seu eventual - e agora definitivamente descartado - empréstimo. Em declarações ao sítio do clube, o jogador confessou a vontade de juntar títulos ao seu currículo e assegurou estar "no clube certo" para o conseguir. Apesar de não ter sido muito utilizado por Jesualdo Ferreira durante a primeira metade da temporada, o central - que também pode ser utilizado no lado esquerdo da defesa - cumpriu os objectivos que o técnico portista tinha determinado para ele e, poucos dias depois de ter festejado o 24º aniversário, viu o seu trabalho recompensado com o prolongamento e respectiva melhoria de contrato. Ainda assim, o central sublinha: "O objectivo de um jogador é sempre trabalhar para jogar. Isto ajuda na motivação, mas o trabalho tem de ser contínuo e está sempre presente." Nuno André Coelho, recorde-se, voltou ao FC Porto no início desta temporada, depois de ter actuado na condição de emprestado ao Estrela da Amadora durante a última época, e ontem teve oportunidade de confirmar que sempre foi "adepto do FC Porto", pelo que é com natural prazer que representa o seu "clube do coração". Com Bruno Alves e Rolando a reclamarem a titularidade no eixo da defesa, o central não tem tido muitas oportunidades de jogar, tendo sido titular apenas no jogo da Taça de Portugal com o Sertanense e, mais recentemente, na Taça da Liga, frente ao Leixões. Uma situação que pode mudar com o recrudescimento dos compromissos dos tetracampeões nacionais durante a próxima fase da época.


Fonte: O Jogo

Pelé, Eusébio e José Eduardo dos Santos foram "astros" em jogo de solidariedade

12.01.10, Planeta Cultural
Pelé, Eusébio e o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, também ele um ex-futebolista, foram as grandes "estrelas" de um jogo de solidariedade que juntou esta terça-feira em Luanda os "astros" do futebol angolano.

A expectativa era ver estes três "astros" brilhar no estádio da Cidadela, mas só por breves momentos, e para contento das dezenas de fotógrafos, o trio se juntou no círculo central para uns toques na bola, no âmbito de um jogo patrocinado e organizado pelo Banco de Poupança e Crédito.

Perante três a quatro mil espectadores, o brasileiro Pelé e o português Eusébio, nascido em Moçambique, entraram no estádio de mãos dadas, até ao relvado, onde já estavam os 22 jogadores que iriam disputar a partida, contando uma das equipas com as antigas estrelas Akwá (ex-Benfica) e Drulovic (ex-FC Porto e ex-Benfica), que é o novo treinador do 1.º de Agosto.

Depois de uma incursão ao centro do relvado, José Eduardo dos Santos, Pelé e Eusébio deslocaram-se para a tribuna de onde assistiram à partida.

Aos jornalistas, Eusébio e Pelé deixaram palavras de alento para a selecção angolana que está a participar na Taça das Nações Africanas (CAN2010), que decorre neste país até 31 de Janeiro.

E os "Palancas Negras" bem precisam, após o bizarro empate a quatro bolas na partida inaugural frente ao Mali, depois de estar a ganhar até aos 80 minutos por 4-0, tendo agora pela frente, quinta-feira, a surpresa Malawi, que derrotou, na segunda-feira, os favoritos da Argélia por 3-0.

O jogo dos "astros" angolanos e do sérvio Drulovic teve, como era de esperar, no ex-futebolista de FC Porto e Benfica, e no angolano Akwá, que militou no Benfica, as mais fulgurantes jogadas.

Apesar de pouco preenchidas as bancadas, as antigas "estrelas" conseguiram, mesmo nas quedas ditadas pelo impacto da idade nos músculos, galvanizar os espectadores.

Mas o espectáculo começou antes, com o amontoado de jornalistas a tentar chegar aos três "astros" principais e com a segurança do Presidente angolano a montar uma cortina humana que manteve sempre alguma distância, obrigando a situações caricatas de fotojornalistas pelo chão e até uns por cima dos outros.

E ainda antes desta partida, nas declarações à imprensa, Pelé, entre outras ideias, deixou o seu contentamento por ter, com o seu talento, contribuido para a integração dos povos e valorização dos negros no mundo desportivo.

"Hoje eu me orgulho de ver negros a brilhar em todas as grandes equipas de futebol do mundo. Essa é uma das minhas maiores conquistas, a integração dos povos pelo futebol", disse Pelé numa conferência de imprensa.

Já Eusébio preferiu destacar a sua convicção de que Angola, apesar do empate com o Mali, vai, "erguendo a cabeça", qualificar-se para os quartos-de-final da CAN2010.

"Como jogador que já fui digo que é preciso manter a cabeça erguida, ter calma e acreditar que nada está perdido, o segundo jogo é para ganhar", apontou.

Os três participaram nesta iniciativa do BPC que tem como objectivo a recolha de fundos para escolas de futebol em Angola.

A equipa de Akwá e Drulovic acabou por perder o jogo por 4-1, contra todos os prognósticos.


Fonte: O Jogo