Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Governo de Obama atribui à Martifer 2,4 milhões de euros de incentivos fiscais

11.01.10, Planeta Cultural

A Martifer-Hirschfeld Energy Systems, "joint-venture" entre a Martifer e a norte-americana Hirschfeld Wind Energy Solutions, viu serem-lhe atribuídos, pelo governo norte-americano, 3,5 milhões de dólares (2,42 milhões de euros) de incentivos fiscais no âmbito de um estímulo à fábrica que a parceria está a desenvolver no Texas.

A notícia foi avançada pela imprensa norte-americana na sexta-feira, quando a Administração Obama divulgou incentivos fiscais num valor total de 2,3 mil milhões de dólares, no âmbito de uma lei de estímulo às energias renováveis para projectos que desenvolvam energias limpas nos Estados Unidos.

A “joint-venture” está a construir uma fábrica, no valor de 40 milhões de dólares, destinada à produção de torres de aço para geradores de turbinas eólicas na Old Ballinger Highway, a Leste de San Angelo (Texas).

A Martifer-Hirschfeld Energy Systems planeia uma segunda fase para este projecto, que impulsionará o número de postos de trabalho na fábrica para 225 e o número de torres produzidas para 400 por ano (quando estiver a laborar a plena capacidade, o que poderá acontecer em 2013), refere o “Go San Angelo Standard Times”.

Os incentivos fiscais atribuídos à parceria onde está a Martifer destinam-se à primeira fase deste empreendimento, que arrancou em Junho do ano passado. A fase um dará emprego a cerca de 125 pessoas e produzirá 200 torres por ano. Na fase seguinte, serão necessários mais cerca de 100 pessoas e o número de torres produzidas passará para 400, segundo Sílvio Teixeira, responsável da “joint-venture”.

Sílvio Teixeira considera que os incentivos fiscais são encorajadores. “São óptimas notícias para todos os fabricantes nesta altura em que a economia não está assim tão bem quanto isso”, declarou, citado pelo “Go San Angelo Standard Times”.

Richard Phillips, presidente da Hirschfeld Industries, acredita que o projecto será uma fábrica única, capaz de produzir torres eólicas de forma mais eficiente do que em qualquer outra região dos EUA. “Esta fábrica será, acreditamos, uma das mais automatizadas fábricas de torres eólicas dos Estados Unidos, se não mesmo do mundo inteiro”, comentou, citado pela mesma fonte.

A parceria da Martifer Energy Systems com a Hirschfeld Steel foi a maior fusão que teve lugar em San Angelo no ano passado, refere o mesmo jornal na sua edição “online”.

A Hirschfeld comprou uma participação de 50% na empresa. Antes desta fusão, ambas as empresas eram rivais no mercado do aço.

Fonte: Jornal de Negócios

Alerta para chuva "muito intensa" no Norte e Centro

11.01.10, Planeta Cultural

A Protecção Civil vai accionar hoje à noite o alerta azul em 13 distritos do Norte e Centro do país devido à previsão de chuva "muita intensa" para a madrugada de terça-feira, reforçando o dispositivo.

Segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), o alerta azul, o mais baixo de uma escala de quatro, vai ser accionado às 22:00 nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém e Lisboa, prolongando-se até as 15:00 de terça-feira.

A ANPC explica que no alerta azul verifica-se "a existência de condições para a ocorrência de fenómenos com dimensão e magnitude normais", mas o dispositivo de protecção civil e socorro será reforçado e "as acções preparatórias para as tarefas de redução dos efeitos negativos dos eventos previstos" serão intensificadas.

A Protecção Civil indica, também, que as pessoas devem manter-se informadas sobre a situação.

O Instituto de Meteorologia prevê a ocorrência de períodos de chuva muita intensa durante a madrugada de terça-feira, em especial nas regiões do Norte e Centro.

Segundo o IM, o vento vai soprar de sudoeste forte a muito forte até 75 quilómetros/hora e com rajadas até 12 quilómetros/hora, em especial nas terras altas, e a agitação marítima vai fazer-se sentir em toda a costa, nomeadamente na costa ocidental, onde a altura das ondas de sudoeste poderão atingir os cinco metros.

Face às previsões meteorológicas, a ANPC recomenda à desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, à limpeza dos bueiros, algerozes e caleiras, cuidados "redobrados" com actividades relacionados com o mar e com a condução de veículos, nomeadamente nas vias propensas à existência de piso escorregadio e eventual formação de lençóis de água.

A Protecção Civil levantou ao meio-dia de hoje o alerta azul que estava decretado para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra e Castelo Branco devido à queda de neve.
 

 

Fonte: DN

Fantasporto lamenta atrasos nos apoios do Turismo de Portugal a um mês do arranque da 30ª edição (C/AÚDIO)

11.01.10, Planeta Cultural

O director do Fantasporto, Mário Dorminsky, disse hoje que desconhece qual o apoio financeiro que terá por parte do Turismo de Portugal "a praticamente um mês do início" do Festival Internacional de Cinema do Porto.

 

"Não nos estamos a queixar mas ainda não temos notícias do apoio que vamos ter do Turismo de Portugal", afirmou Mário Dorminsky na conferência de imprensa de apresentação da 30ª edição do Fantasporto.

 

Segundo o director do festival, "o apoio do Turismo de Portugal chega sempre muito tarde" e para a edição de 2010, que arranca já dia 22 de Fevereiro, a organização não sabe ainda com que valores poderá contar.

 

Caso pretenda, visite a fonte da informação aqui

Comandante da PSP fala em abusos de direitos sindicais

11.01.10, Planeta Cultural
O comandante da PSP de Viseu acusou os representantes das associações sócio-profissionais da polícia de abusarem dos seus direitos. Rui Pereira, ministro da Administração Interna, concorda com a opinião de Sousa Tavares.
 

O comandante da PSP de Viseu pediu a criação de quotas sindicais e acusou os polícias que são representantes das associações sócio-profissionais da polícia de abusarem dos seus direitos sindicais.

 

«Folgas sindicais usufruídas em circunstâncias não justificáveis revelam falta de camaradagem para com elementos que, à última da hora, têm que adaptar a sua vida pessoal às necessidades de serviço», explicou Sousa Tavares.

 

Para este comandante, é ainda necessário «repensar actividade sindical na PSP, para que o sindicalismo tenha outra transparência e ordem».

 

«Temos um número exagerado de sindicatos. Se não é possível estabelecer quotas de representatidade, isto representa que os dirigente ou delegado se pode representar a si próprio», concluiu.

 

Na cerimónia que assinalou os 133 anos da PSP, esteve também presente o ministro da Administração Interna que concordou com esta ideia e pediu mais responsabilidade aos sindicatos da PSP.

 

«Compartilhamos com aquilo que foi dito, isto é, entendemos o exercício de direitos, incluindo os direitos sindicais, com elevado sentido de responsabilidade e compreendendo a natureza de uma força de segurança como a PSP», acrescentou Rui Pereira.

 
 
Fonte: TSF

Vítor Pereira: Maioria de críticas às arbitragens "são justificadas"

11.01.10, Planeta Cultural
Vítor Pereira considerou hoje, segunda-feira, que a maioria das críticas às arbitragens "são justificadas" e significam que "houve desempenhos" que "não cumpriram com a missão de garantir imparcialidade no jogo".

O presidente do Comissão de Arbitragem (CA) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que recusou abordar em particular as observações negativas à actuação do árbitro Elmano Santos no FC Porto-União de Leiria de domingo, confessou tristeza "com todas as críticas que são feitas" e salientou que a missão da CA é a de "garantir a imparcialidade e de ser uma mais-valia para o futebol".

"Quando estes dois pressupostos não são cumpridos, sentimo-nos tristes, quaisquer que sejam os intervenientes, clubes e árbitros. A equipa toda sente essa tristeza, a começar com aqueles que foram intervenientes directos e que são aqueles que mais sofrem e sentem esses insucessos e essas deficiências de desempenho", acrescentou.

O dirigente do órgão da Liga responsável pela arbitragem declarou que a CA está "ainda a coligir dados" sobre as arbitragens na primeira volta dos campeonatos portugueses de índole profissional, mas adiantou estar "satisfeito com o extraordinário esforço que os árbitros têm feito para estar à altura das expectativas com todos os condicionalismos que têm".

Juntamente com Pedro Dionísio, professor do ISCTE (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa), Vítor Pereira orientou a tese de mestrado de Henrique Mateus, árbitro assistente dos quadros da Federação Portuguesa de Futebol, subordinada ao tema "Imagem da Arbitragem no Futebol de 11".

A tese de Henrique Mateus, apresentada hoje no âmbito do Mestrado Executivo de Marketing Desportivo e resultante de uma sondagem realizada de Agosto até ao início de Outubro, revelou que é negativa a imagem dos árbitros.

Vítor Pereira não recebeu a conclusão com surpresa e notou que os dados do estudo científico "devem ser motivo de reflexão para toda a gente, para a própria organização, para os órgãos que tutelam a modalidade".

No entanto, o presidente da CA da Liga ressalvou que os 2200 participantes na amostra responderam ao questionário "online" numa altura "em que houve uma nomeação que foi contestada".

"As nomeações são um factor de formação e de crescimento de carreira. Ainda há alguns árbitros hoje que estão a ser prejudicados pelo facto de há mais de 10 anos ter existido esse modelo de nomeação, perfeitamente aleatório por sorteio geral, com árbitros jovens e sem preparação a serem nomeados para jogos de grande dificuldade e demonstraram que não estavam preparados", salientou Vítor Pereira.

Outra das conclusões da tese, que resulta de um protocolo entre a Liga e universidades, aponta para a introdução de novas tecnologias e a profissionalização, questões a que Vítor Pereira não se opõe.

Se quanto a novas tecnologias, o ex-árbitro internacional diz que "mais tarde ou mais cedo" será uma realidade no futebol, quanto à profissionalização da arbitragem no futebol revelou que, ainda esta temporada, será implementado o projecto-piloto, que, assinalou, "entrará em vigor para dois três anos".

Vítor Pereira pronunciou-se ainda quanto à exigência legal da existência de um único Conselho de Arbitragem, como defendeu na semana passada Gilberto Madail, presidente da Federação Portuguesa de Futebol.

"A minha posição é a mesma de há muitos anos. Não é um problema de estrutura orgânica, é de pessoas e de actores. A opinião de Madail deriva da necessidade do cumprimento legal. Não há volta a dar, há que cumprir a lei e a FPF terá, tal como todas, de enquadrar os seus estatutos a esta realidade", disse Vítor Pereira.

O responsável pela arbitragem na Liga, cujo mandato termina no final desta época, não abriu o jogo quanto à sua disponibilidade para integrar um Conselho de Arbitragem único.

"Neste momento, estamos empenhados em chegar ao fim do mandato, com a consciência tranquila de que a equipa da CA fez o melhor ao longo destes quatro anos. Em 2010, estou a fazer 30 anos de completa e total dedicação à arbitragem. Continuarei na arbitragem qualquer que seja a função se eu entender que sim", disse.

(Jornal de Notícias)