Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Neve corta IP4

31.12.09, Planeta Cultural

O Itinerário Principal 4 (IP4) está cortado ao trânsito na zona da serra do Marão, entre Vila Real e Amarante, por causa da queda de neve e gelo. Outros acessos do distrito estão condicionados.

O comandante do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real, Carlos Silva, referiu que a queda de neve misturada com granizo está a provocar alguns condicionalismos, aconselhando por isso "alguma precaução por parte dos automobilistas".

Como é habitual quando neva, as zonas mais afectadas são o IP4, que está cortado, a A24, na serra da Padrela, em Vila Pouca de Aguiar, e a A7, entre Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena.

A neve cai também com intensidade no concelho de Montalegre, onde os serviços estão a fechar as portas mais cedo para as pessoas poderem regressar a casa.

 

Visite a fonte da informação aqui

Protecção Civil levanta alertas na sexta-feira

31.12.09, Planeta Cultural

A Autoridade Nacional de Protecção Civil informou hoje, quinta-feira, que os alertas vão terminar em todo o país a partir das 14 horas de sexta-feira devido à melhoria do estado do tempo nos próximos dias.

Segundo a ANPC, os distritos de Beja, Castelo Branco, Évora, Faro, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setembro já regressaram hoje à normalidade, tendo sido levantado o alerta amarelo.

A Protecção Civil diminuiu hoje o alerta amarelo para azul (o mínimo) nos distritos Aveiro, Coimbra, Leiria, Guarda e Viseu.

O alerta amarelo mantém-se para os distritos de Braga, Bragança, Porto, Viana do Castelo e Vila Real até 14:00 de sexta-feira.

De acordo com a ANPC, a partir das 14:00 de sexta-feira deixarão de existir alertas da Protecção Civil para todos os distritos.

Segundo o Instituto de Meteorologia (IM), o estado do tempo em Portugal Continental vai melhorar progressivamente, embora com parâmetros característicos de Inverno mas sem efeitos gravosos.

O IM prevê para o Norte aguaceiros, que poderão ser, por vezes, fortes, e queda de neve.

A Protecção Civil indica ainda que a situação hidrológica está a "regularizar-se rapidamente", não existindo qualquer perigo associado à capacidade de retenção das albufeiras.

 

Fonte: Jornal de Notícias

Sexto cadáver encontrado em Helsínquia pertence ao atirador

31.12.09, Planeta Cultural
A polícia finlandesa confirmou que o sexto cadáver encontrado nos arredores de Helsínquia pertence a Ibrahim Shkupolli, o presumível atirador que, esta quinta-feira, assassinou a ex-mulher e depois matou quatro pessoas num centro comercial.  
 

O homem suspeito de ter morto cinco pessoas, esta quinta-feira na Finlândia, suicidou-se, confirmou a polícia finlandesa em conferência de imprensa.

 

«Está confirmado que a sexta vítima é do suspeito. Este foi encontrado em casa», informou o inspector Jukka Kaski.

 

Ibrahim Shkupolli, cidadão kosovar de 43 anos com antecedentes criminais, foi encontrado morto pela polícia na casa de banho do apartamento onde vivia, nos arredores da capital filandesa.

 

Ibrahim Shkupolli estava radicado na Finlândia há muito tempo e possuía um longo cadastro. Segundo a polícia, este tinha sido detido e condenado várias vezes nos últimos oito anos por crimes de assalto à mão armada, violência doméstica e posse ilegal de armas.

 

Sobre ele recaía também uma proibição judicial muito recente de se aproximar da ex-exposa mas de pouco valeu. Meia hora antes de matar quatro pessoas a tiro de pistola no centro comercial de Espoo, Ibrahim Shkupolli assasinou a ex-mulher em casa dela.

 

As vítimas, entre os 27 e os 45 anos de idade, eram todos empregados numa das lojas do centro comercial, incluíndo a ex-mulher pelo que o motivo do tiroteio pode ter sido vingança e ciúmes dado o historial de conflito da antiga relação matrimonial entre os dois.

A Finlândia - um dos países do mundo com mais armas de fogo – introduziu recentemente fortes restrições ao uso e porte de armas na sequência de vários tiroteios em escolas e centros comerciais do país.

 

Até hoje, os autores dos tiroteios indiscriminados foram sempre rapazes adolescentes com problemas de inserção social.

 

Fonte: TSF