Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Filipinas registram 106 mortos ou desaparecidos após passagem de tufão

27.09.09, Planeta Cultural

As autoridades das Filipinas contabilizam pelo menos 106 vítimas do tufão que devastou o país asiático neste final de semana. O número de mortos já chega a 83 e corpos ainda são recolhidos por soldados, equipes de resgate e voluntários civis dos lamaçais, em vilarejos e na capital Manila, atingida pelas piores chuvas registradas em 42 anos.

 

Os moradores locais já começaram a limpar suas casas com o recuo das águas, embora muitas partes da capital ainda permaneçam submersas. A "trégua" permitida pelas chuvas permitiu uma visão parcial da tragédia: há casas destruídas, veículos capotados e estradas cobertas de lama e dejetos.

 

A tempestade tropical provocou uma chuva de 12 horas na região metropolitana de Manila e arredores, levando o governo das Filipinas a declarar estado de calamidade.

 

"Nós voltamos à estaca zero. De repente, todos os nossos pertences estavam flutuando. Se as águas subissem ainda mais, toda a nossa vizinhança teria morrido", diz Ronald Manlangit, 30, um morador de Marikina, cidade nos arredores de Manila, que conseguiu sobreviver levando seus familiares para o segundo andar de sua casa.

 

A presidente Gloria Macapagal Arroyo percorreu algumas áreas devastadas e apelou para que os moradores locais se mudem do local. Segundo ela, a tempestade e as enchentes foram "um evento extremo", que levara "ao limite" as capacidades do Estado.

 

As autoridades calculam que mais de 330 mil pessoas foram afetadas pelas tragédia. Pelo menos 59 mil estão abrigadas em escolas, igrejas e outros abrigos improvisados.

 

Fonte: Folha Online

Governo de Luanda suspende recepção de documentos para aquisição de terrenos

27.09.09, Planeta Cultural

 Luanda - O Governo da Província de Luanda (GPL) vai suspender temporariamente , a partir da próxima segunda-feira, o processo de inscrições para a obtenção de terrenos destinados a autoconstrução dirigida.
 
De acordo com um comunicado de imprensa do Governo de Luanda distribuído hoje (sábado) à Angop, o encerramento deve-se a necessidade de dar tratamento técnico e administrativo aos pedidos já recebidos
 
A nota do Governo de Luanda informa que o processo aberto há cerca de duas semanas, em todas as administrações municipais, registou até ao momento mais de 40 mil pedidos de terreno destinados a autoconstrução dirigida.
 
"No quadro da implementação do programa de habitação social, o GPL constata o grande interesse da população reflectido no considerável número de inscrições para a obtenção de terrenos com vista à autoconstrução dirigida", lê-se no documento.
 
Tão logo termine o tratamento das referidas inscrições, prossegue o comunicado de imprensa, todas as administrações municipais voltarão a trabalhar normalmente na recepção de pedidos para a aquisição legal de terrenos para a autoconstrução dirigida.

 

Fonte: Angop

Angola - Huambo: Acidente de viação causa morte a 28 pessoas

27.09.09, Planeta Cultural

  Huambo - Vinte e oito pessoas morrem e 57 outras ficaram feridas sexta-feira, na província do Huambo, em consequência de um capotamento de  uma viatura de marca Mitsubishi.

 

A viatura que acidentou saia da vila do Catchiungo, a 62 quilómetros a leste da cidade do Huambo, depois dos ocupantes terem assistido ao funeral de um ente querido que faleceu na cidade Huambo e sepultado na sua terra natal.
 
De regresso à cidade do Huambo, a viatura despistou-se depois de passar a vila da Tchicala-Tcholoanga, tendo provado a morte imediata de 25 pessoas e 57 feridos, dos quais 27 em estado grave.
 
Dos feridos, três acabaram por falecer no banco de urgência do Hospital Central do Huambo, 33 receberam alta e os restantes
encontra-se no mesmo estabelecimento hospitalar sob cuidados médicos.
 
Segundo uma fonte contactada pela Angop, o excesso de velocidade e o elevado número de pessoas que a viatura transportava esteve na base do acidente. O motorista está a contas com a justiça na cidade do Huambo.
 

Fonte: Angop