Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Manuel Pinho demite-se após gesto "inqualificável" no Parlamento

Quinta-feira, 02.07.09

Manuel Pinho apresentou hoje o pedido de demissão a José Sócrates, o que o primeiro-ministro aceitou, uma vez que o gesto do ministro da economia foi inqualificável e afecta a imagem do Governo.

“Compreendo que não é fácil aceitar as críticas injustas. Sei bem como o ministro lutou.

Sei bem o quão revoltante é”, disse Sócrates, acrescendo depois que “nada justifica este gesto”.

“Isto não podia ter acontecido” e tenho “consciência de quanto” vai afectar o Governo.

Em declarações aos jornalistas, no final do debate do estado da Nação, Sócrates revelou que Pinho “apresentou a sua demissão, demissão essa que eu aceitei”

Até ao final da legislatura Teixeira dos Santos assumirá a tutela do Ministério da Economia, revelou o primeiro-ministro, José Sócrates.

“Quero agradecer-lhe o facto de ele me ter apresentado a demissão”, diss o primeiro-ministro, indiciando que a saída de Pinho era inevitável, mesmo que este se não demiti-se.

Sócrates considera que Manuel Pinho “deu o seu melhor ao serviço do País, e em particular às minas de Aljustrel”, adiantando que “sei o que custa ouvir criticas injustas”

“Lamento que tenha tido este acto irreflectido” mas isto “não se podia ter passado”. O “respeito pelo Parlamento não permite uma atitude destas”.



O gesto foi classificado de “inaceitável”, “lastimável” e “inadmissível” pelos vários intervenientes no debate hoje na Assembleia da República.

O gesto de Manuel Pinho - com os dois indicadores encostados à cabeça, simulando chifres - teve lugar durante uma intervenção do líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, que falava sobre os trabalhadores das minas de Aljustrel.

 

Fonte: Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:29


Pesquisar

 


subscrever feeds


Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?