Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Britney Spears adere à disputa por 1 milhão de seguidores no Twitter

16.04.09, Planeta Cultural

A cantora Britney Spears entrou na disputa para ser a primeira a conseguir 1 milhão de seguidores no serviço de microblogs Twitter.

 

O desafio foi lançado pelo actor Ashton Kutcher, marido de Demi Moore. A rede de TV CNN tem actualmente a conta mais popular da rede social e está mais próxima do feito.

 

No Twitter, o empresário de Britney, Adam Leber, pediu que as pessoas fizessem campanha para que a cantora conseguisse mais seguidores. Em troca, promete dois ingressos para o show dela.

 

Grupo acha mutação genética que causa melanoma

16.04.09, Planeta Cultural

Estudos sobre a genética de tumores raramente trazem conclusões radicais do tipo "este é o gene do câncer", porque a malha de processos que desencadeiam a doença é muito complexa.

 

Um grupo de cientistas no Reino Unido, porém, acaba de apontar uma mutação genética que pode, por conta própria, desencadear o melanoma, o câncer de pele mais letal.

 

A alteração de DNA estudada pelos cientistas fica num gene baptizado de BRAF e está presente em 70% dos melanomas. Um estudo liderado por Richard Marais, do Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londres, conseguiu criar a mutação de maneira controlada em camundongos e mostrou que ela pode desencadear o processo que leva melanócitos (células que conferem pigmentação à pele) a formarem tumores.
 
O sucesso da pesquisa tem implicação tão directa para a clínica que os cientistas já começaram a testar drogas nos animais geneticamente alterados para o tratamento do tumor.
 
"Nós estamos trabalhando na validação de medicamentos, com drogas que já existem", disse à Folha o patologista Jorge Reis-Filho, coautor do estudo. Segundo ele, há alguns anos, testes clínicos de drogas já tentaram atacar o BRAF e outros genes relacionados, mas os resultados não foram bons.
 
Com os pesquisadores conhecendo mais precisamente seu alvo, porém, as esperanças são maiores. "Agora há inibidores do BRAF mais potentes e mais específicos", afirma. "São esses que a gente vai explorar."
 
Além de terem revelado um mecanismo para a formação de melanomas, os novos roedores geneticamente alterados poderão servir como modelos animais para estudar a doença.
Em estudo no periódico científico "Cancer Cell", Marais e colegas mostram como foi possível criar os animais.
 
Não foi um experimento trivial, já que o gene BRAF também é activo em outros tipos de célula do organismo, e os cientistas precisavam fazer com que as cobaias manifestassem a mutação só na epiderme.
 
O truque foi usar um "promotor", ou seja, vincular a ação do gene escolhido a uma molécula específica, que promove sua activação. Reis-Filho explica o segredo: "introduzimos o gene mutante no genoma de todas as células do animal, mas o pusemos sob um promotor que é activado só nos melanócitos, a tirosinase". Essa é uma das moléculas envolvidas na síntese da melanina, molécula que dá pigmentação à pele.
 
O problema é que há células fora da pele --neurónios, por exemplo-- que também produzem tirosinase. Para garantir que essa molécula promovesse o gene mutante apenas na pele, então, por sua vez, os cientistas vincularam sua ação a uma droga especial. "Quando a gente passava essa pomada, apenas os melanócitos expressavam o gene BRAF com a mutação", conta Reis-Filho.
 
E, por fim, conforme os cientistas queriam demonstrar, o BRAF mutante gerava um melanoma.

 

Fonte: Folha Online

Mota-Engil dispara mais de 11%: Ganhos superiores a 4% do BCP e Cimpor animam bolsa

16.04.09, Planeta Cultural

A bolsa nacional fechou a valorizar impulsionada pelos ganhos superiores a 4% do BCP e da Cimpor. O PSI-20 apreciou 1,14% numa sessão em que a Mota-Engil disparou mais de 11% a beneficiar do facto de ter ontem anunciado a assinatura do acordo de concessão do projecto de auto-estrada D1 na Eslováquia.

O principal índice da bolsa nacional (PSI-20) negociou nos 6.669,27 pontos com 16 acções em alta e quatro em queda. Na Europa, as bolsas também subiram mais de 1% a beneficiar de resultados que superaram as estimativas.

Por cá o título que mais impulsionou foi o BCP que avançou 4,41% para os 0,686 euros. O banco presidido por Carlos Santos Ferreira acompanhou a tendência da banca europeia que foi impulsionada pelo facto dos resultados do JP Morgan terem ficado acima do esperado.

O BPI apreciou 2,67% para os 1,81 euros enquanto o BES deslizou 0,03% para os 3,589 euros.

A contribuir para a tendência fechou ainda a Cimpor que também subiu 4,18% para os 4,49 euros.

O sector energético também impulsionou através da Galp Energia que ganhou 1,63% para os 9,64 euros, e da EDP que avançou 0,94% para os 2,80 euros. A REN e a EDP Renováveis contrariaram com desvalorizações de 0,31% para os 3,209 euros e de 3,55% para os 5,74 euros, respectivamente.

No entanto, o destaque pela positiva vai para a Mota-Engil que disparou 11,11% para os três euros, um dia após ter anunciado a assinatura do acordo de concessão do projecto de auto-estrada D1 na Eslováquia.

Esta concessão é "positiva" para a empresa portuguesa e poderá representar 500 milhões de euros de receitas nos próximo anos, antecipam os analistas do ESR.

Para além da EDPR e da REN travou maiores ganhos também a Jerónimo Martins, que escorregou 1,28% para os 3,85 euros.
 

 

Fonte: Jornal de Negócios