Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Banca arrasta bolsas dos EUA para nova queda

06.04.09, Planeta Cultural

As bolsas dos EUA fecharam em queda, pela primeira vez em cinco sessões, num dia marcado pelo regresso dos receios em relação às perdas do sector financeiro. Os principais índices recuaram menos de 1%, anulando assim parte das quedas registadas ao longo do dia.

O Dow Jones recuou 0,52% para os 7.975,85 pontos, o Nasdaq cedeu 0,93% para os 1.606,71 pontos e o S&P500 desceu 0,83% para os 835,48 pontos.


O analista Mike Mayo, da Calyon Securities, emitiu uma nota de análise onde considera que as ajudas do governo norte-americano podem não ser tão eficientes quanto o esperado, factor que penalizou a negociação bolsista. “Enquanto alguns problemas de crédito à habitação estão já anunciados, noutras áreas vão ainda provavelmente acelerar, reflectindo uma recessão que se desenvolve por classe de activos”, escreveu Mayo num relatório citado pela Bloomberg.

As acções do sector financeiro foram das que mais pressionaram os índices, com o JPMorgan a descer 3,69% para os 28,20 dólares, o Goldman Sachs a perder 2,30% para os 116,65 dólares e o Citigroup a ceder 4,56% para os 2,72 dólares. A seguradora AIG depreciou 3,51% para os 1,10 dólares.

O sentimento negativo foi generalizado entre o sector financeiro, com os receios de novas perdas avultadas entre este segmento a aumentarem.

O sector tecnológico também contribuiu para as quedas, no dia em que a principal notícia é a falha das negociações entre a IBM e a Sun para um fusão. As acções da IBM acabaram por descer 0,65% para

 

Fonte Inf.- Jornal de Negócios 

Cabo-verdianos poderão passar a votar nas eleições municipais de Espanha

06.04.09, Planeta Cultural

Os cidadãos de Cabo Verde que residam em Espanha podem a partir de agora votar nas eleições municipais, mediante um acordo de reciprocidade aprovado pelo Governo espanhol.

 

Com base neste acordo, firmado na semana passada pelo Conselho de Ministros, podem votar os 2.962 cabo-verdianos que estão oficialmente no Padrão Municipal, o registo mantido pelas autarquias espanholas.

 

Além dos cidadãos do arquipélago, o acordo abrange ainda os cidadãos do Burkina Faso, permitindo aos espanhóis que residam nesses dois países votar também nas suas eleições municipais.

 

No caso de Cabo Verde, há cinco espanhóis registados como residentes permanentes.

Madrid tinha já negociado acordos idênticos com vários outros países: Argentina, Colômbia, Equador, Islândia, Peru e Trinidad e Tobago.

 

Antes destes acordos, apenas podiam votar nas eleições municipais os cidadãos europeus que residam permanentemente em Espanha.

 

Trata-se, segundo uma nota do Governo espanhol, de contribuir para uma melhor integração e participação dos cidadãos estrangeiros nos municípios onde residam.

 

Estes acordos adicionais para cidadãos não-comunitários permitem que votem todos os cidadãos dos países abrangidos que tenham residido em Espanha pelo menos cinco anos, de forma ininterrupta.

 

No caso de Cabo Verde, podem votar os espanhóis que residam no país há mais de três anos.

 

 

Fonte Inf.- Expresso das Ilhas

MPLA quer melhorar a qualidade de vida dos cidadãos

06.04.09, Planeta Cultural

O Vice – presidente do MPLA, disse Sábado, 04/04, em Luanda, que o seu Partido está engajado em acções que visem melhorar a qualidade de vida das populações do país.

 

Roberto de Almeida, que acompanhou a Missa de acção de graças celebrada em alusão ao dia da paz e da reconciliação nacional, no Pavilhão da Cidadela Desportiva, sublinhou os esforços empreendidos para dar continuidade ao programa de Reconstrução Nacional.

 

“Por isso devemos todos continuar a caminhar neste sentido, de maneiras a reconstruirmos o nosso país, e melhorarmos a qualidade de vida dos nossos cidadãos”, disse a entidade, a Reportagem do Telejornal da TPA.

 

Para o vice – presidente do Partido no poder todos devem estar engajados para a manutenção da paz em Angola. 
 

 

 

Fonte Inf.- TPA

Bancos centrais acordam ceder dinheiro estrangeiro aos EUA

06.04.09, Planeta Cultural

O Banco Central Europeu (BCE), o Banco de Inglaterra, o Banco do Japão o Banco Nacional da Suiça e a Reserva Federal (FED) dos EUA fizeram acordos de swap para cedência de liquidez em moeda estrangeira a instituições financeiras norte-americanas.

O BCE “decidiu estabelecer um acordo cambial recíproco temporário (linha de swap) com a Reserva Federal” que “proporcionará à Reserva Federal a capacidade de ceder liquidez num montante até 80 mil milhões de euros”, de acordo com um comunicado emitido pelo BCE.

Esta linha de swap poderá ser usada até 30 de Outubro de 2009.

No mesmo comunicado, o BCE salienta que “os bancos centrais continuam a trabalhar em conjunto e a tomar as medidas adequadas para a prossecução da estabilidade nos mercados financeiros mundiais.”
 

Fonte Inf.- Jornal de Negócios 

Cão menor do mundo cabe em xícara

06.04.09, Planeta Cultural

Tom Thumb mede 10 centímetros de comprimento e pesa 85 gramas.

 

 

Ele é um terço do tamanho de um porquinho da índia --tem cerca de 10 centímetros de comprimento e pesa 85 gramas--, mas o cão chamado Tom Thumb pode ser um bom negócio quando se trata de recordes mundiais, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".

De acordo com o periódico, Tom Thumb é um sério concorrente para o título de menor cão do mundo. Ele nasceu há três semanas em uma ninhada da cadela chihuahua chamada Spice.

Os proprietários Susan e Archie Thomson, que moram em West Dunbartonshire (Reino Unido), disseram que ficaram encantados quando Tom Thumb nasceu. Ele é três vezes menor que os demais e cabe dentro de uma xícara. 
 

Recomendação de venda da Morgan Stanley pressiona Bolsas europeias

06.04.09, Planeta Cultural

Os principais índices bolsistas europeus fecharam com quedas próximas de 1%, depois da Morgan Stanley ter emitido uma nota de análise onde recomenda vender acções da região. A contribuir para a tendência esteve ainda outra nota de “research” que prevê que as perdas na banca com empréstimos vão exceder os níveis da Grande Depressão.

O Dow Jones Stoxx desceu 0,75% para os 1.881,51 pontos, num dia em que a maioria dos principais índices europeus fecharam em queda. O espanhol IBEX e o português PSI-20 conseguiram contrariar o sentimento negativo, com ganhos de 0,01% e de 0,82%, respectivamente.

A Morgan Stanley emitiu uma nota de análise onde reduziu a recomendação para as acções europeias para “underweight”, o que pressionou a negociação dos índices, que durante a manhã chegaram a subir mais de 1%.

A contribuir para a evolução dos índices esteve ainda uma nota assinada pelo analista Mike Mayo, da Calyon Securities, onde considera que as ajudas do governo norte-americano podem não ser tão eficientes quanto o esperado, factor que está a penalizar a negociação. “Enquanto alguns problemas de crédito à habitação estão já anunciados, noutras áreas vai ainda provavelmente acelerar, reflectindo uma recessão que se desenvolve por classe de activos”, escreveu Mayo num relatório citado pela Bloomberg.

Estas duas notas de “research” provocaram a inversão de tendência das praças europeias e determinaram a queda dos índices norte-americanos, que seguem com perdas superiores a 1,5%.

Na Europa, o francês CAC recuou 0,98% para os 2.929,75 pontos, o inglês FTSE cedeu 0,90% para os 3.993,54 pontos, o holandês AEX desceu 0,83% para os 228,85 pontos e o alemão DAX desvalorizou 0,80% para os 4.349,81 pontos.

O banco BNP Paribas recuou 2,46% para os 34,90 euros e a seguradora AXA desceu 6,75% para os 10,09 euros. O espanhol Banco Santander recuou 0,68% para os 5,86 euros e a seguradora alemã *Alliaz* perdeu 3,32% para os 68,94 euros.

O Credit Suisse perdeu hoje mais de 5% para os 35,36 francos suíços e o holandês ING cedeu 2,48% para os 5,30 euros. No Reino Unido, o Royal Bank of Scotland (RBS) desceu 2,61% para os 29,80 pence.

Mas não foi apenas o sector financeiro que contribuiu para a queda das bolsas. Depois das notas de análise, os receios em relação à recuperação aumentaram, o que levou à forte descida dos preços do petróleo, o que nas bolsas se traduziu em perdas nas empresas do sector.

Os preços do petróleo seguem a descer mais de 3% nos mercados internacionais, negociando ainda assim acima dos 50 dólares por barril.
A francesa Total depreciou 1,82% para os 37,00 euros, a britânica BP recuou 0,93% para os 453,25 pence e a Shel caiu 1,62% para 1.522 pence.
 

Fonte Inf.- Jornal de Negócios 

Cientista previu o sismo mas foi mandado calar

06.04.09, Planeta Cultural

Um cientista italiano previu um grande terramoto na zona de L'Aquila semanas antes do desastre que atingiu a cidade, esta segunda-feira. O cientista foi denunciado às autoridades por espalhar o pânico entre a população, de acordo com a agência Reuters.

 

Os primeiros tremores na região foram sentidos a meio de Janeiro e continuaram a fazer-se notar em intervalos regulares, alarmando a cidade medieval a 100 km a Leste de Roma.

 

Carrinhas equipadas com colunas circularam pela cidade há um mês a pedir à população para que evacuasse a cidade, depois do sismologista Gioacchino Giuliani ter previsto que um grande sismo estaria a caminho. Este acto provocou a ira do presidente da Câmara da cidade.

 

Giuliani, que baseou a previsou na concentração de gás rádon nas zonas sísmicas activas, foi denunciado à polícia, que o obrigou a retirar as descobertas da Internet.

 

No dia 31 de Março, a Protecção Civil Italiana reuniu-se para avaliar os riscos de um sismo e sossegou a população, assegurando que não havia riscos de um grande tremor de terra.

 

“Os tremores que têm sido sentidos pela população são parte de uma sequência normal num zona sísmica”, foi dito no final da reunião.

 

Apesar de garantirem que não é possível prever um terramoto, a Protecção Civil assegurou que iria continuar a monitorizar a situação.

 

Em resposta às perguntas dos média sobre uma alegada falha na protecção da população antes do terramoto, o director do Instituto Nacional de Geofísica desvalorizou as previsões de Giulianani.

 

“Sempre que há um sismo há pessoas que dizem ter previsto o incidente”, disse. “Tanto quanto eu sei, ninguém previu o sismo com precisão. Não é possível prever terramotos.”

 

Enzo Boschi disse que o verdadeiro problema de Itália é a falta de precaução, apesar de um historial de sismos trágicos.

 

“Nós temos sismos mas esquecemo-nos e não fazemos nada. Não faz parte da nossa cultura tomar precauções de forma apropriada nas áreas em podem acontecer sismos fortes”, disse o director do Instituto Nacional de Geofísica.

 

Fonte Inf.- JN

Itália/Sismo: "Pelo menos 100 mortos" - Equipas de socorro (TV)

06.04.09, Planeta Cultural

O violento sismo que atingiu hoje o centro de Itália causou "pelo menos 100 mortos", anunciaram equipas de socorro, citadas pela televisão de informação contínua Sky TG-24.

 

De acordo com a mesma fonte, este número refere-se a mortes "confirmadas".

 

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, tinha indicado antes que 1.500 pessoas tinham ficado feridas devido ao sismo, que deixou ainda cerca de 50.000 sem casa, segundo a Protecção Civil italiana.

 

A agência noticiosa italiana Ansa informou que se registaram 24 mortos apenas na pequena aldeia de Onna, a uma dezena de quilómetros de Aquila, capital da região de Abruzzo que foi devastada pelo tremor de terra.

 

O maior número de vítimas ocorreu em Aquila, onde se situou o epicentro do sismo.

 

PAL.

 

Fonte Inf.- Lusa/Fim