Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Companhia aérea cobra bilhetes ao quilo

Terça-feira, 02.04.13

Quanto menos pesar, menos tem de pagar para voar numa linha aérea do Pacífico. A Samoa Air é a primeira a cobrar bilhetes aos passageiros por quilo.


A Samoa Air, uma companhia aérea das ilhas Samoa, localizadas no Pacífico, decidiu passar a cobrar os bilhetes para os seus aviões em função da soma do peso do viajante com o da sua bagagem.

 

Segundo o diretor executivo da empresa Chris Langton, o sistema é "justo" para viajantes, e "não há custo adicional para bagagem nem mais coisas - um quilo é um quilo". A medida promete penalizar a obesidade, e visa promover estilos de vida mais saudáveis.

 

"Olhando para o Pacífico, o peso médio é substancialmente mais alto [do que a zona sudeste da Ásia]. É um problema de saúde nalgumas áreas. [Este tarifário] leva o peso em conta", afirmou Chris Langton à rádio australiana ABC News Radio.

 

Nas ilhas Samoa, um arquipélago pertencente à Polinésia, na Oceânia, os níveis de obesidade superam a média da região e o país costuma integrar o top 10 dos países com maiores índices no mundo.

 

Por outro lado, as famílias que viajam acompanhadas de crianças podem ganhar com o pagamento por quilo. "Uma família de dois adultos e dois miúdos pode viajar por preços muito mais baixos do que os que pagavam antes", refere Chris Langton.

 

Para utilizar este novo sistema, no ato da compra do bilhete pela Internet, o passageiro tem de explicitar quantos quilo pesa, o que será depois verificado no aeroporto antes do embarque.

 

Os preços por quilo vão desde 1 dólar (78 cêntimos em euros) até 4,16 dólares (3,24 euros) no percurso que liga as ilhas da Samoa para a Samoa Americana, segundo o Sydney Morning Herald. A empresa utiliza aviões BN-2 Islander e Cessnas 172, de nove e três lugares, respetivamente.

 

O diretor da empresa acredita que esta forma de cobrança é o futuro: "as medidas dos assentos tem vindo a mudar porque as pessoas são maiores, mais largas e mais altas do que há 40 e 50 anos. A indústria vai estar atenta ao nosso sistema".

 

O representante do Turismo da Samoa, Peter Sereno, defende que esta política também contribui para a melhoria dos padrões de segurança. "Quando se sentam oito a 12 passageiros nestes aviões, e nele entram alguns dos mais pesados nacionais da Samoa, é muito importante pesá-los para distribuir o peso equitativamente pelo avião, para garantir as condições de segurança do voo."

 

Este método permite à companhia aérea controlar o custo do combustível necessário para transportar pessoas com mais peso, e já foi defendido pelo economista norueguês Bharat P. Bhatta.

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:03


Pesquisar

 



Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural