Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Cofre online para guardar facturas

14.02.13, Planeta Cultural

A Xnfinity, empresa incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, desenvolveu uma plataforma onde é possível os consumidores arquivarem e organizarem as facturas electrónicas, enviadas directamente pelos negócios na hora da transacção, para mais tarde apresentar em sede de IRS, aos seguros de saúde, como garantias ou para efectuar trocas.

 

O piloto do PaperVault estará no terreno «em Março» e o teste irá decorrer no Norte, durando «dois a três meses», adianta ao SOL Orlando Ribas Fernandes. Este engenheiro informático, 31 anos, que passou pela Critical Software e pela ISA Oil & Gas, desenvolveu o projecto durante os últimos dois anos e em Outubro juntou-se a José Ribas, de 47 anos e com duas décadas de experiência na indústria do retalho.

 

A ideia é que os consumidores possam obter factura electrónica das suas despesas em supermercados, restaurantes, cabeleireiros ou postos de abastecimento de combustível e ver esse documento digital ser enviado, logo no momento, através de um simples clique, para a sua conta no site do PaperVault. Nos negócios não aderentes, os consumidores podem sempre fotografar as facturas em papel e carregá-las ali. E o registo para a integração do PaperVault será gratuito.

 

Até ao final deste mês, a Xnfinity espera fechar acordo com uma das empresas que desenvolvem software para os pontos de venda – que serão os clientes desta start-up. A ideia é aproveitar um «momento único», com a facturação obrigatória a partir de 1 de Janeiro deste ano.

Os negócios pagarão uma taxa «muito baixa», correspondente a um custo «50% inferior ao do papel», diz Ribas Fernandes. «Terá de ser económico para que um restaurante de bairro possa implementar», frisa o sócio, referindo que para os grandes retalhistas está pensado outra via de pagamento, por transacção.

 

A confidencialidade e a segurança dos dados dos utilizadores do PaperVault estão assegurados, estando a Xnfinity a aguardar um parecer da Comissão Nacional de Protecção de Dados. O objectivo para os próximos dois anos é avançar para mercados internacionais

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui