Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

BPI lucra 249,1 milhões de euros e supera estimativas

30.01.13, Planeta Cultural

O BPI fechou 2012 com um lucro de 249,1 milhões de euros, superando as estimativas dos analistas, num período em que o produto bancário cresceu mais de 30%.

 


O resultado líquido do BPI situou-se nos 249,1 milhões de euros em 2012, de acordo com um comunicado emitido pelo banco para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

Este valor compara com um prejuízo de 204 milhões de euros registados em 2011, devido a imparidades e provisões relacionadas com exposição do banco liderado por Fernando Ulrich à Grécia.
 

Os analistas consultados pela Reuters apontavam para um lucro médio de 137 milhões de euros.

 
O produto bancário do BPI cresceu 30,4% para 1,33 mil milhões de euros, num período em que a margem financeira melhorou 1% para 582,6 milhões de euros e as comissões e outros proveitos a avançar 11,9% para 332,3 milhões de euros.

 
A actividade doméstica registou uma melhoria dos seus lucros, tendo terminado o ano com um resultado positivo de 162,6 milhões de euros, quando em 2011 tinha tido um prejuízo de 374,9 milhões de euros. O produto bancário da actividade do banco em Portugal melhorou mais de 42% para 1,02 mil milhões de euros.

 

Já na actividade internacional, o BPI registou uma redução dos seus lucros em 3,9% para um total de 86,5 milhões de euros. O produto bancário cresceu 2,3% para 311,8 milhões de euros.

 
O rácio Core Tier One, considerado pela EBA, melhorou de 9,7% no final de Setembro para 9,8% no final do ano.

 
BPI reduz exposição ao BCE em 300 milhões de euros
 

O BPI terminou o ano com 4,2 mil milhões de euros de empréstimos junto do Banco Central Europeu (BCE), de acordo com a informação divulgada esta quarta-feira pelo banco.
 

Este valor corresponde a uma redução de 300 milhões de euros face ao terceiro trimestre do ano passado, período em que a instituição liderada por Fernando Ulrich tinha 4,5 mil milhões de euros de empréstimos junto da autoridade monetária.

 
Hoje, dia 30 de Janeiro, os bancos tiveram a possibilidade de antecipar parte dos empréstimos a três anos contraídos junto do BCE em Dezembro de 2011. O Negócios sabe que CGD, BES e BCP foram a esta operação, com a banca portuguesa a amortizar mais de três mil milhões de euros. Quanto ao BPI, Fernando Ulrich revelou na conferência de imprensa que o banco decidiu não amortizar qualquer montante junto do BCE.
 

De acordo com dados divulgados pelo BCE na semana passada, há a expectativa de que 278 instituições financeiras europeias antecipem o pagamento de 137,2 mil milhões de euros ao banco liderado por Mario Draghi. Quase um terço deste valor corresponderá a reembolsos a efectuar pela banca espanhola que, segundo noticia esta quarta-feira o “El País”, irá liquidar antecipadamente 44 mil milhões, o que corresponde a mais de 30% do total.

 

 

Se assim o desejar, visite aqui a fonte da informação