Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Mais de 100 pessoas com viagem paga para a Holanda deixadas às portas de Campanhã

Sexta-feira, 24.08.12

Mais de 100 pessoas que pagaram 25 euros para ir trabalhar para a Holanda numa fábrica de produtos alimentares foram hoje deixadas sem transporte às portas da estação de Campanhã, no Porto, por entre denúncias de burla.

O conjunto de pessoas viu o anúncio de oferta de emprego publicado num diário nacional e na Internet e candidatou-se para ir trabalhar para a Holanda com a promessa de receber 10 euros por hora, tendo assinado um documento e pago 25 euros cada uma, explicaram à Lusa vários cidadãos que esta tarde resistiam ainda à espera do autocarro, depois de lhes ter sido dito para estarem no local às 8h.

Sílvia Dias, de Matosinhos, disse que esta manhã ainda conseguiu falar com o alegado responsável da empresa Rubrimotion, de nome Carlos Pedro, que, confrontado com a possibilidade de se tratar de uma burla, respondeu: «Não. Se quiserem ir embora vão, se não, esperem porque a camioneta está atrasada».

Ao começo da tarde, das cerca de 100 pessoas ainda se encontravam em Campanhã cerca de 50, tendo algumas vendido as suas viaturas e outros bens para deixar à família que ficaria em Portugal, afirmou Vítor Gualdino, de 36 anos.

Depois de pagos os 25 euros, na sequência de uma entrevista decorrida na zona industrial de Vila Nova de Gaia no mês passado, as pessoas receberam uma declaração carimbada com os seus dados, incluindo o acrescento: «O candidato acima referenciado efectuou inscrição com a nossa empresa, tendo efectuado o pagamento da inscrição no valor de 25 euros (a inscrição é válida por três meses após assinatura)».

O valor podia ser «restituído sempre que a empresa não proceda ao que se propõe».

Vários presentes realçaram a importância de dar a conhecer a sua situação, uma vez que estarão marcadas novas viagens no próximo dia 31 e no começo de Setembro.

«O que é que a gente vai fazer?», perguntava Sílvia Dias, lembrando os 500 euros de renda que tem para pagar e o marido que se encontra no desemprego.

Paula Lanho, 41 anos, referiu que a pessoa com quem contactaram tinha um veículo de matrícula holandesa e teria habitação em Guimarães, apesar de residir agora na Holanda.

A Lusa tentou contactar a empresa Rubrimotion, de morada no Barreiro e descrita como responsável por «actividades de limpeza de todo o tipo de edifícios», mas tal não foi possível.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:10


Pesquisar

 



Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural