Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Medicamento para osteoporose trava perda de cartilagem

Um medicamento para osteoporose há mais de dez anos no mercado pode ser uma opção para pessoas com osteoartrite, doença crónica que afecta a cartilagem e o tecido das articulações. Uma pesquisa apresentada no Congresso Europeu de Osteoporose e Osteoartrite mostrou que aqueles que tomaram ranelato de estrôncio apresentaram uma redução de 27% na perda da cartilagem - o equivalente a um ano de perda do tecido.

O estudo, liderado por Cyrus Cooper, das Universidades de Oxford e South, foi feito com 1.371 pacientes com idades entre 62 e 72 anos - 69% eram mulheres e 31%, homens. Nos pacientes que receberam doses diárias de 2 mg, a perda de cartilagem foi reduzida em relação aos que tomaram placebo.

Essa diferença foi avaliada através de radiografias. Os pacientes foram acompanhados durante três anos, em 98 centros médicos de 18 países. «Foi demonstrado que, com o passar do tempo, havia perda de altura da cartilagem no grupo placebo e perda muito menor no grupo que tomou a droga. Houve diferença estatisticamente significativa da diminuição do espaço articular», afirma Márcio Passini, presidente do Comité de Doenças Osteometabólicas da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot) e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Passini explica que já era sabido que o ranelato de estrôncio agia sobre o osteoblasto, célula que estimula a formação óssea - daí o seu uso contra a osteoporose. O estudo mostrou que age também no condrócito, célula que produz a cartilagem.

«Descobriu-se que pessoas que tomavam ranelato de estrôncio tinham menos lombalgia. Supunha-se que era pelo facto de estarem a ser tratadas da osteoporose, o que evitava as microfracturas. Um estudo posterior mostrou que os sinais de osteoartrite na coluna haviam melhorado. E aí surgiu o estudo para o uso do ranelato no tratamento também da osteoartrite», explica. «Essa foi uma das surpresas do congresso. Houve bastante discussão em relação a isso.»

A osteoartrite é relacionada com a idade: atinge 60% da população com mais de 50 anos. «A doença atinge com frequência joelhos, e a dor acaba por ser incapacitante. O paciente tem problemas de locomoção, não pode subir e descer escada», explica Passini. Em muitos casos é necessária uma prótese para substituir a articulação. «É uma belíssima esperança de solução para dois problemas com uma só medicação.»

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural