Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!

  • Planeta Cultural

    .......deve ganhar pouco no Real de Madrid e preci...







Josina Machel è vitima de violência doméstica

Segunda-feira, 16.11.15

JOSINA MACHEL.jpg

 

O caso deu-se em Outubro deste ano quando a activista social resolveu romper o namoro com o namorado.

 

Os crimes de violência doméstica devem ser publicitados e não podem ficar impunes, de modo a desencorajar a sua prática e estimular as vítimas, sobretudo as mulheres, a denunciarem quem os comete.

 

A tese é defendida por Josina Machel ou simplesmente Jo Machel, activista contra a violência doméstica, que acredita que a exposição dos casos que acontecem pode ajudar a sociedade a compreender a dimensão e gravidade do problema, levando a uma acção conjunta contra a sua prática.

 

Jo Machel foi vítima, ela própria, de um crime de violência doméstica protagonizado pelo seu companheiro, do que resultou na perda de visão devido a uma lesão grave contraída no olho direito.

 

“Decidi contar a minha história porque sou activista contra a violência doméstica e, infelizmente, isso aconteceu comigo. É por achar que este tipo de crime não pode ficar impune, decidi partilhar a minha experiência com todos, porque acredito que isso pode ajudar a mostrar a dimensão do problema”, disse Jo Machel, que é filha da Graça Machel, presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC).

 

A agressão física aconteceu na cidade de Maputo mas a conversa com o “Notícias” teve lugar na sua residência em Joanesburgo, África do Sul, onde reside actualmente e para onde foi evacuada após a agressão, a fim de receber tratamentos médicos.

 

Segundo conta, tudo aconteceu na madrugada de 17 de Outubro, quando a vítima regressava de um espectáculo na companhia do seu namorado e amigos.

 

“Pouco depois de deixarmos um nosso amigo num dos hotéis da cidade, expliquei ao meu companheiro que gostaria de ir dormir em casa da minha mãe. Naquele dia a minha mãe completava 70 anos e, como filha, nada melhor que estar ao lado dela. Além disso, o período de 17 a 19 de Outubro de cada ano sempre remexe com a nossa família, pois primeiro celebramos o aniversário da mamã e depois temos a data do assassinato do meu pai. Acho que o meu companheiro não entendeu esta minha pretensão e de forma inexplicável começou a violentar-me alegando que eu queria livrar-me dele e voltar para me encontrar com os meus amigos e continuar a celebrar a noite, insinuações sem fundamentos. Surpreende-me com socos na cara, que infelizmente me atingiram no olho direito. Tudo isso passou-se dentro do carro”, conta a entrevistada.

 

“Naquele instante da agressão tudo ficou escuro. Surpresa com a atitude dele e na tentativa de me explicar, ele não parava de me agredir até que decidi abrir a porta e fugir em busca de socorro. Nessa altura já estava a sangrar muito. Cheguei a pensar que o olho havia saído. Para meu espanto, ninguém saiu para me socorrer, embora tenha sido numa zona nobre da cidade. Quando ensaiava a fuga tropecei e cai, tendo perdido os sentidos. Levaram-me ao hospital e estava com receio de perder o olho, dada a gravidade dos ferimentos e por ter perdido muito sangue. Infelizmente, as minhas suspeitas confirmaram-se. Como o olho estava aberto fui operada naquela madrugada em Maputo e tive 13 pontos. Com a intervenção da minha família, fui evacuada para uma clínica na África do Sul onde fui operada há 15 anos. Constataram que houve erupção da retina e, é isto que criou-me esta cegueira do olho direito”, lamentou a jovem.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 17:17

Violência doméstica. 40 mulheres morreram este ano

Terça-feira, 27.10.15

De acordo com o Expresso, este ano já morreram 40 mulheres portuguesas por violência doméstica, valor que supera as médias registadas em 2013 e 2014, no Relatório Anual da Segurança Interna.

Isto não devia acontecer e logo com estes números exorbitantes!

 

Todos sabemos que existem locais próprios que ajudam as pessoas que são vitimas de violência doméstica, se é o seu caso, ligue grátis para 116 006, dias úrteis das 09H00 às 19H00

 

Confira aqui a Rede Nacional de Gabinetes de Apoio à Vitima

 

GAV ALBUFEIRA
Urbanização Habijovem, Loja CH, Bloco C
Quinta da Palmeira
8200-001 Albufeira
telf 289 585 770 | fax 289 588 634
apav.albufeira@apav.pt
Segundas, Terças e Quintas: 9H30-12H30
Quartas e Sextas: 13H30-16H00
Ver Mapa

 

GAV BRAGA
Rua S. Vítor, 11
4710-439 BRAGA
tel 253 610 091 | fax 253 610 920
apav.braga@apav.pt
Dias úteis: 14H00-18H00
Ver Mapa

 

UAVMD - Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação dos Açores
Rua do Mercado, 57
9500-326 PONTA DELGADA
tel 296 285 399 | fax 296 304 799
apav.pontadelgada@apav.pt
Dias úteis: 9H00-12H00 / 13H00-17H30 (+1 hora que no continente)
Ver Mapa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:48

Aumentam queixas de homens vítimas de violência doméstica

Domingo, 23.08.15

A vergonha ainda está bem presente entre os homens vítimas de violência doméstica, mas a verdade é que são cada vez mais os que ganham coragem para denunciar maus-tratos às autoridades, que registam também um aumento do número de "mulheres agressoras". Nos últimos cinco anos e até junho de 2015, foram 14 285 os homens a queixar-se de mulheres por crimes de violência doméstica.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 09:47

Bárbara Guimarães apresenta queixa por violência doméstica

Sexta-feira, 25.10.13

Apresentadora está separada de Manuel Maria Carrilho, ex-ministro da Cultura

 

A apresentadora de televisão Bárbara Guimarães apresentou uma queixa-crime por violência doméstica contra o marido, Manuel Maria Carrilho, antigo ministro da Cultura e antigo embaixador de Portugal na UNESCO.

A TVI confirmou que foi apresentada esta queixa-crime no Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa. A TVI apurou ainda que o processo está em segredo de justiça.

Manuel Maria Carrilho foi ministro da Cultura dos governos de António Guterres. Em 2005 candidatou-se à câmara de Lisboa onde apareceu em várias acções de campanha ao lado de Bárbara Guimarães.

Em 2008 foi nomeado embaixador de Portugal junto da UNESCO, em Paris, cargo que exerceu até 2010.

A violência doméstica é considerada um crime público com uma moldura penal de 1 a 8 anos.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 22:01

Mortes por violência doméstica estão a aumentar

Domingo, 25.08.13

Em seis meses, o número de mulheres mortas por violência doméstica já  ultrapassou mais de metade dos números do ano passado.

 

Perguntar a Maria Macedo, diretora técnica da Associação de Mulheres Contra a Violência (AMCV), quantas mulheres morreram este ano em Portugal vítimas de violência  doméstica implica receber uma resposta emocionada:  "Uma mulher morta que seja é  sempre um número altíssimo".

 

Em 2012, as mortes contabilizadas são, por isso, "demasiadas":  37, segundo os dados da GNR e da PSP, que também registaram 26.084 queixas de  violência doméstica.

 

Este ano, os números continuam a preocupar. Até junho, já se  registaram pelo menos 20 assassínios e 21 tentativas de homicídio relacionados  com violência doméstica, de acordo com informações recolhidas pela União de  Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) e fornecidas ao Expresso.

 

Números que podem ser ainda mais graves do que parecem, uma vez  que Maria Macedo revela que as autoridades não contabilizam as mortes das  vítimas que não falecem no dia e local da agressão, assim como as mortes de  pessoas relacionadas com a vítima de violência. "Conheço um caso, no ano  passado, de uma amiga de uma mulher agredida que foi assassinada quando foi a  casa do casal buscar alguns pertences. Esse tipo de mortes não entra na  contagem", diz.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:09

Jobson: cortou-se sozinho e acabou preso...

Terça-feira, 12.03.13



 A carreira do avançado do São Caetano volta a ser marcada pela piores das razões. Depois do doping e um sem números de polémicas, agora é acusado de violência doméstica.


Jobson chegou ao hospital ferido no braço direito, alegando ter-se cortado acidentalmente. Nada de anormal, pode acontecer e por isso o jogador, de 25 anos, foi transferido para às urgências. E foi quando estava a ser tratado que tudo se complicou para o avançado do São Caetano: a mulher Tayne, acompanhada pela polícia, chegou ao hospital e afirmou ter sido agredida por Jobson.

Os dois foram então conduzidos à esquadra de polícia, de onde, horas depois saiu Tayne e ainda agora se mantém Jobson. Esta é apenas mais um episódio da decadência do jogador de 25 anos, cuka carreira está mais marcada por casos de polícia do que por golos.

Em 2010 foi suspenso dois anos por lhe ter sido detetada cocaína num controlo anti-doping - no julgamento o jogador garantiu ter consumido crack -, mas já dois anos antes chegou alcoolizado a um treino do Brasiliense, clube que representava na altura e onde ainda chegou a desentender-se com diversos companheiros de equipa.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 23:09

Câmara de Penafiel cria habitação para vítimas de violência doméstica

Quarta-feira, 12.12.12

A Câmara de Penafiel vai disponibilizar uma habitação destinada a acolher vítimas de violência doméstica, iniciativa incluída num pacote de 17 medidas de reforço do Plano Municipal Solidário hoje anunciado em conferência de imprensa.

 

O vereador da Inclusão Social, Antonino Sousa, revelou que a Casa de Emergência Social é propriedade do município e já está a ser equipada, prevendo-se que esteja disponível a curto prazo.

 

O autarca sublinhou que poderão beneficiar deste apoio temporário vítimas de violência doméstica que não tenham filhos e acrescentou que a habitação poderá também ser usada para acolher famílias vítimas de situações "anómalas e imprevisíveis", como acidentes ou catástrofes.

 

O pacote de 17 medidas hoje anunciado soma-se ao Plano Municipal Solidário apresentado há alguns meses pela autarquia e que contemplava 20 ações concretas para apoio às famílias e às empresas. Desde então, segundo o vereador, já beneficiaram dessas medidas cerca de 12.000 munícipes.

 

Do reforço hoje anunciado também consta um fundo de emergência para impedir cortes de fornecimento de energia elétrica que poderá ser usado uma vez por cada agregado.

 

O vereador deu também conta de um apoio às rendas de habitação, com uma dotação global de 50.000 euros, de um banco de medicamentos gratuitos, em colaboração com o hospital da cidade, e da disponibilização de mais 20 habitações sociais para famílias carenciadas.

 

Antonino Sousa destacou também o congelamento, em 2013, das taxas de água e saneamento e um tarifário social para aqueles serviços destinado a agregados cujo rendimento per capita não ultrapasse os 200 euros.

 

Uma tarifa social com desconto de 75% na tarifa de resíduos sólidos urbanos e a possibilidade de os emigrantes pagarem apenas três meses ao longo do ano são outros apoios incluídos no novo pacote.

 

Os feirantes passarão a pagar menos 20% pela ocupação dos espaços e os idosos passarão a ter acompanhamento regular de equipas de enfermagem que trabalharão em regime de voluntariado.

 

No domínio da educação, vai ser reforçado o apoio nos transportes escolares dos alunos do 10.º ano mais carenciados, procurando evitar situações de abandono precoce da escola. Para esta medida está previsto um investimento municipal de 100.000 euros.

 

Vários infantários do concelho vão passar a funcionar nas férias escolares, apoio que vai já arrancar no Natal com 10 jardins-de-infância, beneficiando 200 famílias.

 

A autarquia anunciou também a distribuição de livros de inglês gratuitos para os alunos dos terceiro e quarto anos que frequentam as atividades de enriquecimento curricular, o que vai beneficiar mais de 3.800 crianças.

 

Na conferência de imprensa, o presidente da câmara, Alberto Santos, sublinhou que a aposta prioritária da autarquia está agora direcionada para as questões sociais, admitindo que essa política determina algum desinvestimento no domínio das "obras com cimento".

 

O autarca disse estar certo de que 2013 será "um ano extremamente difícil" sob o ponto de vista social, o que obrigará a autarquia a reforçar novamente o pacote de medidas.

 

"Os políticos existem para terem capacidade de antecipar os problemas e apresentarem soluções. Haverá mais medidas que procurarão soluções equitativas, justas e cirúrgicas", prometeu.

 

 

Se assim o desejar, visite a fonte da informação clicando aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 14:11

Pais devem ou não discutir em frente ao filhos?

Domingo, 21.10.12

Ninguém é de ferro e de vez em quando lá salta uma briga, uma discussão, umas palavras mais azedas. Mas quando há crianças a ouvir, convém fazer o possível para chegar a um acordo...

 

 

Os nossos avós tinham uma frase clássica: ‘à frente das crianças não’. E este é um conselho que a maioria dos pais tenta seguir ainda hoje. Problema: no calor da discussão, já nem se tem noção de que há alguém ali a ouvir. As discussões parentais são assunto cada vez mais abordado nos fóruns da internet. ‘Os vossos pais discutiam à vossa frente?’, pergunta www.all-for-women.com. Adivinhe lá: pois – 80% das respostas disseram sim. Outros sites vão mais longe e perguntam: e que marcas é que isso deixou? As respostas podem angustiar qualquer pai ou mãe mais dado a lavar roupa suja às claras: sim, as discussões paternas afectaram-nos quando eram crianças. Alguns dizem mesmo que são das piores recordações que guardam. Uma mãe afirma que ainda hoje é incapaz de chegar perto da televisão sem ouvir os pais gritarem por causa do canal…

 

A importância de fazer as pazes


Claro que há discussões e discussões, crianças e crianças. A propósito do tema, os especialistas em comportamento infantil do site www.iparenting.com aconselham os pais a ter cuidado com o tipo de coisa que discutem à frente das crianças: decisões importantes, como o local de férias ou a compra de um carro, não são para ter na presença dos filhos. Se estão a falar sobre o restaurante onde vão jantar, uma discussãozita não traumatiza ninguém.

 

Outro factor a ter em conta é a idade da criança: até um bebé é afectado por uma briga. Se tem uma criança de três anos ou menos, cuidado com as palavras: “levam tudo à letra e não percebem que, no calor da batalha, às vezes se dizem coisas sem pensar. Se disser: ‘odeio-te!’, ela vai mesmo pensar que isso é verdade”, dizem aqueles especialistas americanos. Quanto aos adolescentes, vão achar que uma briga é uma forma aceitável de resolver problemas numa relação. Isto numa altura em que eles próprios se estão a aventurar por esse caminho, não é o melhor exemplo.

 

Dito isto, a verdade é que pode ser pior discutir longe das crianças do que à frente delas. “As crianças são muito boas a captar as ondas de mal-estar, e podem imaginar pior do que de facto está a acontecer.” Conselho aos pais: discutam, se têm de discutir, mas é importante que as crianças os vejam a fazer as pazes. Enfim, mais fácil de dizer do que de cumprir, mas talvez seja uma boa forma de realizar aquele outro conselho dos nossos avós, que, esse sim, tantas vezes esquecemos: “Nunca vão para a cama zangados.”

 

 

Se assim o desejar, visite a fonte da informação clicando aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 13:30

Jovem mata pai para defender a mãe vítima de violência doméstica

Quinta-feira, 16.08.12
Um jovem de 20 anos matou o pai, na madrugada desta quinta-feira, em Mira Sintra, no concelho de Sintra.

O alegado homicida terá cometido o assassinato para defender a mãe, já que esta seria vítima de violência doméstica por parte do marido.

Depois do crime, o jovem entregou-se na esquadra da PSP de Mira Sintra, estando agora o caso entregue à Polícia Judiciária (PJ).

In' A Bola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:33

Violência Doméstica: Núcleos de Apoio recebem 250 mil euros adicionais

Segunda-feira, 30.07.12



O governo formaliza na terça-feira a atribuição de 250 mil euros adicionais aos dez Núcleos de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica do país, para lhes dar mais capacidade de responder às suas carências.

Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda, Leiria, Portalegre, Viana do Castelo e Viseu são as cidades cujos núcleos vão receber 25 mil euros cada um, para prestar os serviços de que se encarregam.
 
Segundo uma nota do gabinete da secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, o dinheiro provem das receitas dos jogos sociais que se destinam a promover a igualdade e que este ano são dirigidas para a prevenção e combate à violência doméstica.
 
A verba de 25 mil euros é para ser aplicada este ano e em 2013, e junta-se aos outros 25 mil euros de subvenção que já receberam para este período.
 
As carências apontadas pelos núcleos foram identificadas nas áreas do apoio psicológico, jurídico e social às pessoas que sofreram violência doméstica.
 
O dinheiro deverá também ser utilizado em "informação e formação de públicos estratégicos", dos alunos das escolas aos profissionais das forças de segurança.
 
Para receber a subvenção, os dez núcleos assinarão, na terça-feira, uma Carta de Compromisso com o governo, representado por Teresa Morais, secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade.
 
Teresa Morais divulgará outras medidas de proteção das vítimas de violência doméstica, no âmbito do quarto Plano Nacional contra a Violência Doméstica, que vigora até ao fim do próximo ano.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:31



Pesquisar

 




Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?