Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Posts mais comentados


Comentários recentes

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!

  • Planeta Cultural

    .......deve ganhar pouco no Real de Madrid e preci...







Algarve é o melhor lugar do mundo para gozar a reforma

Quarta-feira, 02.09.15

algarvereforma.jpg

 

O Algarve foi considerado, pelo segundo ano consecutivo, o melhor lugar do mundo para gozar a reforma. A opinião é do site norte-americano "Life and Invest Overseas", que se dedica a ajudar os reformados a expandir os seus horizontes e a transformar esta que é uma nova fase das suas vidas numa "grande aventura". 

 
De acordo com Kathleen Peddicord, fundadora do site, o Algarve, onde residem, atualmente, mais de 100.000 aposentados estrangeiros, "é o melhor lugar do mundo para a reforma". "A região mais a Sul de Portugal oferece o melhor da Europa, desde vilas medievais e piscatórias a mercados ao ar livre, vinhos e algumas das melhores praias" do Velho Continente", destaca a norte-americana. 

 
Na opinião de Peddicord, uma das principais razões para escolher o Algarve prende-se, desde logo, com a meteorologia: esta região portuguesa sobressai pelo "ótimo clima", com 3.300 horas de luz solar por ano, ou seja, com mais dias de Sol do que qualquer outra parte da Europa.

 
Além das "extensas praias de areia branca", com os seus penhascos e lagoas, muitas delas merecedoras de Bandeira Azul, o Algarve dispõe de "42 campos de golfe espalhados por menos de 160 quilómetros e é, geralmente, reconhecido como um destino de topo a nível europeu e mundial" pelos amantes deste desporto, realça Peddicord.

 
Às mais-valias do Algarve junta-se a qualidade dos cuidados de saúde universais e do chamado "turismo médico", que se encontra em crescimento, bem como o custo de vida: um dos mais baixos da Europa Ocidental e, em média, 30% inferior ao de qualquer outro país europeu, explica a norte-americana.

 
"Um casal reformado pode viver [no Algarve] confortavelmente com cerca de 1.300 euros por mês", assegura Peddicord, que sublinha, ainda, o facto de o inglês ser uma língua amplamente falada tanto no Algarve, como em todo o país, graças aos fortes laços históricos e culturais com o Reino Unido, o que contribui para o estatuto de destino ideal para os reformados norte-americanos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:21

Há uma festa das estrelas no céu alentejano

Sexta-feira, 22.08.14

Durante duas noites, pode descobrir um céu "certificado" pela UNESCO, em pleno Alentejo, onde não há poluição luminosa.

 

O convite é para todos. A festa faz-se por terras de Monsaraz, num espaço ao ar livre, junto ao Convento da Orada e nas proximidades do Cromeleque de Xerez, entre sexta-feira e sábado.

É bem-vindo “quem gostar de ver o céu, de música cósmica, quiser saber mais sobre a poluição luminosa, a arqueoastronomia e astro-fotografia ou sobre os nossos antepassados”, disse à Renascença Apolónia Rodrigues, que coordena a Reserva Dark Sky Alqueva. 

A festa, além de oficinas pedagógicas e palestras, tem uma novidade para os mais novos: “As crianças têm a oficina pedagógica 'Descobrir o Sistema Solar' e o 'body painting' (pintura corporal)”, desvenda a mesma responsável.

Os turistas não são esquecidos, podendo usufruir da possibilidade de observação astronómica em “inglês, francês e espanhol”. 

Tudo isto foi pensado para um fim-de-semana que vai permitir desfrutar de um cenário único no Alentejo. “Vamos estar numa noite sem lua, o que permite observar o céu em toda a sua plenitude incluindo o céu profundo”, lembra esta Apolónia Rodrigues. 

Esta é uma ocasião para as “pessoas perceberem a diferença entre um céu de cidade e um rural, com pouca poluição luminosa”. 

Um céu diferente, ou não fosse a Reserva Dark Sky Alqueva, que integra o local desta iniciativa, a primeira a nível mundial a ser certificada como Starlight Tourism Destination, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) e pela Organização Mundial do Turismo. 

“Um céu certificado e que merece a pena ser visitado ou revisitado, por duas noites, para o conhecer bem e sentir a beleza do nosso Alentejo” sugere a coordenadora desta entidade. 

Para além da participação dos guias da Reserva Dark Sky Alqueva, o evento conta com a presença de astrofísicos do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto.

 

 

In' RR

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 10:10

Porto eleito Melhor Destino Europeu 2014

Quinta-feira, 13.02.14

 

O Porto foi eleito hoje Melhor Destino Europeu 2014, entre outras 19 cidades a concurso, realizado no âmbito de uma competição destinada a escolher os melhores destinos na Europa.

 

De acordo com a página na internet da Best European Destinations, o Porto venceu esta corrida com 14,8% dos votos. Zagreb, Viena, Nicósia, Budapeste, a ilha da Madeira, Milão, Madrid, Berlim e Roma foram outras cidades que ficaram entre os dez melhores destinos.

 

A eleição decorreu online durante as últimas três semanas, sendo que a cidade do Porto já tinha vencido este título em 2012.

 

As regras do concurso não permitiram que a cidade concorresse ao galardão em 2013 (os vencedores do ano anterior não podem voltar a concorrer no ano imediatamente a seguir), mas a Câmara, através do Departamento Municipal de Turismo, voltou a candidatar-se ao prémio e tinha sido integrada no top 20 dos destinos a concurso.

 

O Porto fica a partir de hoje em destaque naquela que é considerada a maior página da internet do Turismo da Europa -  www.europeanbestdestinagions.org -, que tem por objectivo  o desenvolvimento e a promoção da cultura e do turismo europeus, da sua riqueza, diversidade e qualidade.

 

Aquando da nomeação para o top 20, a Câmara do Porto e o Departamento de Turismo afirmaram que esta representava "uma grande responsabilidade", até porque em 2012 a cidade já tinha sido escolhida.

 

"O facto de o Porto voltar a ser seleccionado reflecte bem a sua notoriedade, atractividade e excelência enquanto destino turístico, assim como o dinamismo deste sector de actividade com o maior potencial de crescimento e que mais contribui para o crescimento do PIB nacional", salientou a autarquia na ocasião.

 

No ano passado o título foi atribuído a Istambul, sendo que Lisboa recebeu este galardão em 2010.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:01

Duas ruas portuguesas entre as mais belas do mundo

Quinta-feira, 30.01.14

A Rua Augusta, em Lisboa, e o Cais da Ribeira, no Porto, estão em destaque num artigo da revista de viagens espanhola Condé Nast Traveler que apresenta ao público "as 31 ruas a percorrer antes de morrer" espalhadas um pouco por todo o globo, colocando estes dois ícones da paisagem portuguesa entre os mais belos a nível internacional.  

 

"De rua em avenida, de passeio em beco, esta é uma seleção dos pavimentos e calçadas mais bonitas que encontrámos em todo o mundo", introduz a publicação, que aconselha os viajantes interessados em conhecer os 31 locais escolhidos a optar "por calçado cómodo", a "ligar o modo urbano e desfrutar" da experiência.   
Localizada no coração da capital portuguesa, a Rua Augusta é uma das ruas que merecem elogios por parte da Condé Nast, que afirma que "Lisboa tem o encanto do velho, do novo e da mistura entre ambos numa simbiose inigualável".  
"A Rua Augusta é uma das suas avenidas mais conhecidas,", escreve a revista, que a classifica como uma "delícia lisboeta" e a descreve como "uma rua ampla, brilhante, obrigatória para captar toda a essência da cidade", não podendo, claro, perder-se a oportunidade de passar sob o seu "Arco do Triunfo".   
Mais a Norte, a Condé Nast Traveler realça, no artigo publicado esta terça-feira, não apenas uma rua, mas uma zona inteira da cidade Invicta: o Cais da Ribeira, "a área mais animada" do Porto, "onde as casas se apinham numa ordem caótica de azulejos e roupa estendida sobre bares, restaurantes e terraços em frente ao Douro".  
"Sem dúvida, a melhor panorâmica que podemos obter da cidade é a partir da sua 'artéria' de água doce, o Douro", pode ler-se no artigo, que informa que, ali mesmo, na Ribeira, é possível conseguir informação "sobre as travessias das diversas embarcações" que atravessam o rio e "viver o Porto mais fluvial", quer seja por meio de um 'tour' convencional, quer num jantar romântico noturno a bordo de um dos seus barcos.   
Da lista da Condé Nast Traveler fazem ainda parte locais tão díspares como as Ramblas de Barcelona e a Gran Vía de Madrid, ambas em Espanha, o grande canal de Veneza, em Itália, a High Line em Nova Iorque e a Ocean Drive em Miami, nos EUA, ou o "oásis artístico" que é Neal's Yard, em Covent Garden, na capital inglesa, Londres.  
Clique AQUI para conhecer a lista completa (em espanhol). 
Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 22:57

CNN: Lisboa é a cidade mais 'cool' da Europa

Segunda-feira, 27.01.14

No passado domingo, a CNN apresentou ao mundo as sete razões que tornam Lisboa a cidade mais 'cool' da Europa. Num artigo onde são tecidos inúmeros elogios à capital portuguesa, a jornalista Fiona Dunlop destaca a noite, a gastronomia, as praias, os castelos, o design, a arquitetura e a arte que se podem encontrar por aqui.

 

"Se aquilo que procura é uma cidade carregada de uma excelente atmosfera, charme, boa comida e vida noturna, então considere Lisboa como uma das melhores opções, apesar de ser ainda desconhecida por muitos", introduz a autora.

 

E razões para isso, segundo a jornalista, não faltam, começando pela oferta de vida noturna que se pode encontrar na capital portuguesa. "Se pensam que em Madrid se sai até tarde, experimentem uma noite em Lisboa", desafia Fiona Dunlop. "Esta não é uma cidade de clubes, bares e discotecas no seu conceito puro. É sim uma cidade com uma noite itinerante, de porta em porta, que termina, muito provavelmente, quando a madrugada nasce sobre o rio Tejo", acrescenta.

 

Os principais centros de ação são o Bairro Alto, "onde mais de 250 atraentes bares se alinham numa teia de ruas e entre paredes rabiscadas de grafite", e a frente ribeirinha junto ao Cais do Sodré.

 

Uma outra razão que faz da capital a mais 'cool' da Europa é a variedade gastronómica, que, ao contrário do que muitos pensam, não se fica pelo bacalhau. Destaque para a tradição do marisco, cuja tendência é chegar à mesa de forma cada vez mais moderna e sofisticada, as típicas rulotes de "saborosas" bifanas que se podem encontrar espalhadas pela cidade,  bem como para os famosos pastéis de nata.

 

Além disso, "Lisboa é um sítio para se inalar o aroma do Atlântico salgado, ao mesmo tempo que se sente o sol na pele e se ouve o ribombar das ondas", numa das muitas praias próximas da cidade. Sugestão ainda para a vila de Cascais, onde é possível apreciar o melhor do peixe fresco grelhado, os golfinhos no Tejo, e Sintra, localizada "entre exuberantes colinas arborizadas, salpicadas de palácios e extravagantes mansões que resumem séculos de opulência aristocrática".

 

Destaque ainda para a ironia do povo português, com Fiona Dunlop a referir que o mesmo podia passar a vida a gabar-se dos seus feitos (o ter sido o primeiro império do mundo, o ter os melhores pastéis de nata de sempre), mas prefere antes usar a ironia quando o assunto lhe diz respeito.

Entre as últimas razões que tornam Lisboa um destino de visita obrigatória é o "design fabuloso", presente "para onde quer que olhemos": na roupa e acessórios feitos a partir do couro, na decoração de interiores 'vintage', na "espetacular" arquitetura, etc. "Esta é uma cidade que gosta de ser bonita", conclui a jornalista.

 

Referência ainda às grande arte que é possível encontrar nas exposições espalhadas pela capital, em locais como o Mude (Museu da Moda e do Design), a Gulbenkian, o Museu Berardo, o Museu da Arte Antiga ou o Museu do Oriente.

 

Para terminar, como último motivo para visitar Lisboa, Fiona fala das suas "fascinantes ruas", que fazem com que "ninguém se aborreça a passear pela capital", graças à impressionante calçada portuguesa, aos azulejos e demais pormenores que tornam o exterior da cidade tão atrativo aos olhos daqueles que por ali passam.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:46

Um solar rural na rota do românico

Quinta-feira, 25.07.13

A 40 minutos do Porto, junto ao Mosteiro do Salvador, o Solar Egas Moniz abriu as portas aos amantes de uma casa de campo com história.

 

Moradia familiar desde final do século XIX, o solar Egas Moniz  acaba de abrir as portas, pela mão acolhedora do clã Vinha, a todos os amantes  de uma casa de campo com história.

 

Situado em Paço de Sousa, a 40 minutos do Porto, junto ao  Mosteiro do Salvador, morada eterna do aio de D. Afonso Henriques, o solar  dispõe de 10 quartos de tipologia variada, seis na parte histórica, quatro na  ala nova, ligada à casa-mãe por um passadiço suspenso e vidro.

 

Num lugar onde se anuncia à chegada "felicidade sete dias por  semana", cada quarto oferece o mesmo conforto, vistas relaxantes, decoração  singular e nome único - 'Coragem', 'Lealdade' ou 'Honra', os valores do nobre  Egas Moniz, imperaram na zona secular.

 

Na ala contemporânea, onde todos os espaços vão dar a um pátio  interior que apela ao puro ócio, pontifica a tradição, adotando os quartos os  nomes de 'Vira', 'Azeite', 'Vinho' e 'Namorados', este tingido de vermelho e  apimentado por almofadas inspiradas nos lenços dos apaixonados.

 

Em fim de restauro neste verão, o velho sótão do solar é o  refúgio perfeito para os adolescentes que aqui vêm em busca de aventura e  escapadelas de bicicletas. Para os mais pequenos, há diversão garantida na  piscina, nos baloiços e escorregas, ou na horta, com baby-sitter a  pedido.

 

No coração da Rota do Românico do Tâmega e Sousa, fazem-se  visitas, guiadas ou solitárias, por mosteiros, ermidas, pontes e torres que  remontam à fundação de Portugal. Vinhos (à venda na Enoteca) e gastronomia da  região são outros encantos a degustar nos belos recantos da casa ou entre o  arvoredo dos jardins.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:32

Festas de São João em Braga sem sardinhada!

Segunda-feira, 24.06.13


O dia de ontem até que podia ser maravilhoso, pois marquei presença em duas comunhões de dois sobrinhos meus, onde comi e bebi como é normal, depois chegou a noite e aí também chegou desilusão, ou seja:

 

Por volta das 20 horas, gerava uma pequena tristeza no nosso meio familiar em virtude de se estar a aproximar a hora (06H00) do meu afilhado apanhar voo para a Holanda e, para minimizar tal angústia, lembrei-me de falar com a minha mulher e convidar a minha mãe e irmã (mãe do meu afilhado), para irmos até Braga a fim de ali festejarmos as festas São-Joaninas.

 

Chegados ao centro da cidade, verifiquei que a multidão se fazia representar, depois lá fomos até junto da avenida principal onde ia começar o desfile, desfile este que me encantou, bem como aos meus familiares, no entanto, findo o mesmo, fiquei muito desanimado, pois queria comer umas sardinhas assadas e procuramos e voltamos a procurar e,....de sardinhas.....nem cheiro!

 

Fiquei triste e bem triste, pois para mim, o São João é igual a romaria onde não falta a música, foguetes e sardinha assada e em Braga, aquilo não foi o São João , foi sim, um desfile de grupos musicais, entre outros!

 

Mas pronto, para minimizar tudo isto, o meu afilhado entendeu  que não devia emigrar para a Holanda, local onde esteve trabalhando cerca dos últimos oito meses e que, embora as coisas estejam difíceis, vai tentar arranjar trabalho cá em Portugal!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 16:11

Sete Lágrimas e Adufeiras de Monsanto trazem contrastes ao Festival Música em Leiria

Sexta-feira, 31.05.13

Península Diáspora, dia 2 de Junho, domingo, às 21h30, no Mosteiro da Batalha

 

Os contrastes da música popular e da música erudita tomam o palco do Festival Música em Leiria no próximo dia 2, domingo. O FML serve no palco histórico do Mosteiro de Santa Maria da Vitória dois grupos portugueses, Sete Lágrimas e as Adufeiras de Monsanto, para um concerto diferente e único que ilustra fortemente os binómios que regem a programação da 31.ª edição do Festival – rural/urbano e tradição/contemporaneidade.

 

O Sete Lágrimas, sob direção artística de Filipe Faria e Sérgio Peixoto, e as Adufeiras de Monsanto – A aldeia mais Portuguesa de Portugal trazem ao FML a “Península Diáspora”. «Com a originalidade do diálogo entre a música antiga e a contemporânea, este concerto explora a fronteira entre o erudito e a tradição, e pinta um diálogo que vai ser difícil de ignorar. É um concerto conservador e espiritual, em que se destacam influências de todas as partes do mundo», descreve Miguel Sobral Cid, director artístico do FML. Com flauta de bisél, contrabaixo, oboé e guitarra barrocos, o grupo Sete Lágrimas «fez uma brilhante absorção de influências de todos os cantos do mundo e também da diáspora, da dispersão de culturas», e cruza-se com as Adufeiras de Monsanto «fazendo a ponte com a ruralidade, que no caso deste último grupo, segue a genuína tradição musical».

 

“Sete Lágrimas” tem uma intensa atividade concertista reconhecida aqui e lá fora. Inovador, o grupo procura a cada concerto ver o passado numa perfeita união com o presente, aliando a magia da voz, da flauta de bisél, do oboé barroco, do alaúde, da vihuela, da tiorba, da guitarra barroca, do contrabaixo e da percussão histórica. Em 2007 estreia-se na discografia com a edição de um disco dedicado à música antiga europeia e tem vindo desde aí a recolher as melhores críticas. Os álbuns Diáspora - “Diaspora.pt”, “Terra” e “Península” - atingiram o primeiro lugar do top de vendas das lojas FNAC.

 

“As Adufeiras de Monsanto”, grupo de raízes populares, procura através dos seus trajes, cantares e instrumentos típicos, preservar e divulgar o património tradicional de Monsanto, garantindo a proteção do adufe - instrumento de origem árabe que faz pontes entre a ruralidade da música e da genuína tradição musical. O seu caminho pauta-se pelo sucesso e inúmeras atuações por todo o país e no estrangeiro. Em 2010 lançou o CD “Monsanto, Memória e Tradição”, com 37 temas da Etnografia Monsantina.

 

Convidamos os senhores jornalistas a assistir ao concerto “Península Diáspora”, no domingo, 2 de Junho, às 21h30 no Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha, no âmbito do 31.º Festival Música em Leiria.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 18:22

Comboio histórico regressa ao Douro em julho mas com locomotiva a diesel

Quinta-feira, 16.05.13

A CP retoma a 13 de julho as viagens de comboio histórico na linha do Douro, substituindo a locomotiva a vapor por uma máquina a diesel com vista à redução de custos, anunciou hoje a empresa.

 

Ao longo de 13 sábados, entre 13 de julho e 05 de outubro, o comboio histórico vai percorrer os 46 quilómetros que separam o Peso da Régua do Tua (concelho de Carrazeda de Ansiães), numa viagem que tem como paisagem predominante o rio Douro, as vinhas que são Património Mundial da UNESCO.

 

Por causa da substituição da máquinas e da retração económica que se sente em Portugal, a CP decidiu também reduzir o preço dos bilhetes de 45 para 35 euros.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:26

Aldeia de Linhares da Beira classificada como conjunto de interesse público

Quarta-feira, 15.05.13

 

A classificação da aldeia histórica de Linhares da Beira como conjunto de interesse público, por portaria publicada em Diário da República, foi hoje recebida com satisfação pela Câmara Municipal de Celorico da Beira.

 

«É motivo de satisfação e de regozijo para o concelho de Celorico da Beira e, essencialmente, para a população que vive em Linhares da Beira», disse à agência Lusa o vice-presidente da Câmara, responsável pelo pelouro da cultura, José Luís Cabral.

 

A portaria, assinada pelo secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, refere que a classificação da antiga vila reflete o seu interesse «como testemunho notável de vivências ou factos históricos».

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:51



Pesquisar

 




Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?