Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!

  • Planeta Cultural

    .......deve ganhar pouco no Real de Madrid e preci...







Mulher diz ter sido violada por uma criatura de Pokémon GO

Sábado, 13.08.16

Pokémon GO já foi acusado de ser uma ferramenta de vigilância e de promover a violência, no entanto nunca imaginávamos que alguém culpasse as criaturas da aplicação de abuso sexual, mas isso aconteceu.

 

Segundo o jornal russo Bloknot (via Dailymail), uma mulher relatou à policia de Moscovo que foi atacada sexualmente por um Pokémon gigante no seu apartamento. A mulher, que permanece em anonimato, garantiu que quando acordou depois de ter adormecido a jogar Pokémon GO, deu conta que havia uma grande criatura de bolso a abusar dela.

 

Segundo a fonte, a mulher assinalou que, embora o Pokémon tenha desaparecido quando ela se levantou da cama, a sua presença ainda era detectada pelo Pokémon GO. Ela então decidiu acordar o seu marido para lhe contar o sucedido.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:38

‘Kim Kardashian do Paquistão’ encontrada morta

Domingo, 17.07.16

Kim Kardashian do Paquistão.png

A socialite Qandeel Baloch, conhecida como a ‘Kim Kardashian do Paquistão’, foi estrangulada até à morte pelo irmão. A polícia afirma que este parece tratar-se de um “crime de honra”.

 

Baloch publicava frequentemente fotografias suas nas redes sociais, desafiando as regras seguidas pela sociedade paquistanesa.

 

Nabeela Ghazanfar, porta-voz da polícia de Punjab, disse à agência Reuters que Baloch foi encontrada morta em sua casa.

 

“O seu pai ligou para a polícia a dizer que o filho Waseem tinha estrangulado Qandeel. Trata-se, aparentemente, de um crime de honra, mas só uma investigação mais aprofundada poderá revelar as verdadeiras motivações por detrás deste homicídio”, afirmou.

 

Ghazanfar explicou ainda que a polícia procura agora Waseem, que se encontra desaparecido desde a altura do crime.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 09:47

Polícia faz sexo com cão e viola criança

Quarta-feira, 23.03.16

ex_Policia.jpg

Derren Tomlinson, um polícia do Police Community Support Officer no Reino Unido, de 44 anos, foi condenado a 11 anos e quatro meses de prisão por ter violado um adolescente de 13 anos e ter-se filmado a fazer sexo com um cão.

 

Agente da autoridade há nove anos, Derren Tomlinson já tinha admitido em tribunal, no mês passado, ter abusado sexualmente do adolescente. Na semana passada foi demitido do cargo que ocupava e agora conheceu a sentença, avança o site Mirror.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:14

Ameaçada e vexada por partilhar foto de menstruação

Segunda-feira, 05.10.15

Louelle Denor.jpg

Como é que uma mulher que partilha no seu perfil de Instagram uma foto do seus dedos com sangue acaba a ser molestada por centenas de pessoas, que lhe fazem ameaças e lhe pedem inclusive que se mate pelo que fez? Simples: porque o sangue que Louelle Denor tinha nos dedos era da sua menstruação. “Ui, que nojo”, dirão provavelmente muitos dos que estão a ler isto. E o problema é precisamente esse. Pelos vistos, o ‘sangue menstrual’ – chamemos-lhe assim - é mais nojento do que o que escorre de uma ferida num dedo.

Louelle Denor1.jpg

 

Vamos por partes: quando esta americana ouviu falar de casos de mulheres que viram as suas fotos serem censuradas por partilharem imagens relacionadas com a sua menstruação (embora estas não contivessem qualquer cariz sexual associado ou nudez explícita), decidiu fazer uma experiência para ver as reações desta rede de partilha fotos e dos seus utilizadores.

 

Louelle tirou uma fotografia dos seus dedos a segurarem um copo menstrual depois de usado. Como é óbvio, tanto o objeto como os dedos tinham manchas de sangue. Obviamente também, sangue que saiu da sua vagina. Na legenda da foto explicou a razão que a levava a partilhar tal imagem: “Recentemente chamou-me à atenção o facto de haverem contas de mulheres que são banidas por mostrarem sangue menstrual (e não nudez). Isto é um assunto mesmo muito lixado. Se fossem imagens de sangue de uma laceração num dedo, não haveria problema. Sim, isto é sangue da minha vagina. Acontece todos os meses. Estou a segurar num copo menstrual, algo que é fabuloso mas um bocadinho complicado de retirar.”

“Devias levar com sémen na cara como castigo”

Desta vez o Instagram percebeu que não há nada de ofensivo ou impróprio na imagem. Mas os seus utilizadores pintaram a manta, revelando mais uma vez que a menstruação continua a ser um tema controverso entre muitos de nós. Frases como “devias matar-te” ou “estas feminazis deviam ser metidas debaixo de um chuveiro que lhes despejasse sémen masculino na cara” fizeram parte do chorrilho de ofensas de que esta mulher foi alvo. Havia necessidade? Não me parece. Não há justificação para este tipo de agressividade cuspida num teclado e que o anonimato da Internet permite. Somos todos uns campeões quando estamos atrás de um ecrã.

 

Claro que as regras do bom-senso não nos levam a andar a partilhar imagens da nossa menstruação nas redes sociais por dá cá aquela palha. É algo íntimo e - todos concordamos - muito gráfico numa imagem. Tão gráfico quanto um dedo cortado a jorrar sangue, que isto fique claro. Também é sensato não o partilharmos. Mas não é por ser sangue menstrual que ganha outro estatuto. Se fosse uma foto de um vagina ensanguentada então a conversa, sim, seria outra, uma vez que já entravamos no contexto explícito dos órgãos sexuais, algo que não é permitido nas redes sociais.

 

Num texto posteriormente partilhado num blogue, a própria autora da imagem explica que tirar fotos das suas menstruação não é o que a move: “Nunca tive um desejo especial de tirar selfies com o sangue que sai da minha vagina, mas eu tinha um objetivo claro ao fazê-lo: mostrar que as políticas do Instagram sobre este tipo de assuntos são bizarras e indesculpáveis”. Mas desta vez foram os utilizadores que se comportaram de forma bizarra, aproveitando para entrar num longa discussão sobre o feminismo dos tempos modernos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:01

Horror movie

Sexta-feira, 25.09.15

 

 

 

galinhas.png

 

E......!

Que chatice!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:55

Movimento quer que Mutilação Genital Feminina volte a ser permitida na Guiné-Bissau

Domingo, 30.08.15

Um álbum de fotografias está em cima da mesa e não se deve abrir. "Essas imagens impressionam e já puseram muitas 'fanatecas' a chorar", conta Fatumata Baldé.

 

As "fanatecas" são as mulheres que fazem a excisão a outras mulheres. O álbum mostra os ferimentos e malformações que surgem mais tarde às que foram sujeitas à Mutilação Genital Feminina (MGF) e aos seus filhos.

 

Quando ainda alguém tem dúvidas sobre os males provocados pela MGF, "logo desaparecem ao ver estas fotografias", descreve.

 

Fatumata lidera o Comité Nacional para o Abandono das Práticas Nefastas na Guiné-Bissau que tem levado "fanatecas" de todo o país a abandonar a atividade.

 

A Assembleia Nacional Popular (ANP) guineense aprovou em 2011 uma lei que proíbe a excisão, mas agora há um movimento liderado por um punhado de homens que quer abolir essa legislação.

 

Para o efeito, este grupo já entregou um abaixo-assinado no parlamento, em que dizem reunir 12 mil subscritores que querem que a MGF volte a ser uma prática livre.

 

Porquê? Iaia Rachido, 64 anos, acredita que a excisão "não faz mal a ninguém". E se lhe pedissem para cortar nele próprio? Diz que "não", que não deixava. "Mas nas mulheres também não se corta tudo: cortam um pouco, como o profeta ensinou".

 

Para este homem, que dirige uma mesquita em Bissau e é filho de um "sábio" muçulmano, a mutilação é um corte com medida divina -- e quando confrontado com ferimentos, casos de morte provocada pela excisão ou com a interpretação do Corão (livro sagrado muçulmano) livre do corte, diz que tudo isso "não corresponde à realidade".

 

Desvaloriza também as cartas e convenções internacionais (das Nações Unidas e suas agências, como a Organização Mundial de Saúde, entre outras entidades) que condenam a prática.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 12:16

Condenado por dois homicídios foi ilibado e libertado após 30 anos no corredor da morte

Sábado, 04.04.15

Um homem condenado por dois homicídios foi ilibado e libertado, depois de ter passado quase 30 anos no corredor da morte no estado do Alabama (sudoeste), anunciaram no sábado os advogados de defesa.

Anthony Ray Hinton.jpg

 

Todas as acusações contra Anthony Ray Hinton foram abandonadas na quinta-feira pela decisão da juíza Laura Petro do tribunal distrital do condado de Jefferson, indicou a organização não governamental Equal Justice Initiative (EJI).

 

Anthony Ray Hinton é a 152.ª pessoa condenada à morte a ser inocentada desde 1973 nos Estados Unidos e a segunda neste ano, de acordo com uma contagem do Centro de Informação sobre a Pena Capital (DPIC).

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:40

Ser humano telecomandado!

Domingo, 01.02.15

Um edifício comercial em Estocolmo - Suécia, quer que os seus funcionários usem um chip instalado sob a pele.

Mais uns anitos e seremos meras máquinas telecomandadas!

 

Confira pormenores través do vídeo disponibilizado pela BBC-Brasil.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:16

Taxista indiano conduz para trás há 30 anos e tem autorização para isso

Segunda-feira, 29.12.14

O indiano Harpreet Dev, taxista de profissão em Bhatinda - Punjab, tinha que ser diferente dos outros condutores, pois ele conduz o seu táxi para trás e tem autorização especial para o efeito!

 

Confira através do vídeo:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:32

Mulher apanha uma pedinte a andar de Mercedes

Quarta-feira, 12.11.14

mulher pedinte.jpg

 

Grávida acompanhada por um filho segurava cartaz a pedir ajuda, junto a supermercado.

 

comercial, nos fins de semanas anteriores, segurava um cartaz a dizer: "Ajudem-me, por favor". Para além de estar grávida, tinha ainda uma criança com ela.

 

Smith afirma que viu várias pessoas a darem dinheiro à mulher. Quando a viu entrar no automóvel de luxo, que deve custar cerca de 44 mil euros, Melissa Smith decidiu segui-la.

 

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:55



Pesquisar

 




Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?