Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!

  • Planeta Cultural

    .......deve ganhar pouco no Real de Madrid e preci...

  • Sam

    Para quem gosta de redes sociais e quer ganhar uns...






Girafas estão a caminhar para a extinção

Quinta-feira, 08.12.16

image.jpg

 

A população de girafas caiu perto de 40% em trinta anos e esta passou a ser uma espécie "vulnerável" na classificação da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), anunciou a organização na quarta-feira.

 

Houve uma "diminuição dramática" na população mundial de girafas, entre 36 e 40 por cento, entre 1985 e 2015, segundo um relatório da IUCN publicado na quarta-feira, no âmbito da Conferência das Partes do Convénio Sobre Diversidade Biológica (COP13), que decorre no México.

 

Em 2015 havia 97.562 girafas no mundo, segundo o mesmo documento.

 

As girafas vivem na África meridional e oriental e há também populações isoladas mais pequenas na África ocidental e central.

 

Entre as causas para a diminuição do número de animais está, segundo a IUCN, o aumento da presença humana nos seus habitats, a caça ilegal, a expansão da agricultura e da atividade mineira, entre outras.

 

Julian Fennessy, da IUCN, disse que as girafas são presenças habituais em safáris, meios de comunicação social ou jardins zoológicos e, por isso, não há consciência da sua "extinção silenciosa".

 

A IUCN foi fundada em 1948 e integra 1.300 organizações e cerca de 16 mil peritos.

 

O relatório de quarta-feira destaca ainda os perigos que enfrentam as aves devido à agricultura não sustentável, ao corte de árvores, a espécies invasoras ou ao comércio ilegal.

 

Segundo a IUCN, há "muitas espécies" de aves a caminhar para a extinção, incluindo algumas das mais populares no mundo. É o caso do papagaio Psittacus erithacus, conhecido por reproduzir palavras e que em certas zonas de África perdeu 99% da população.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:25

Ataques de lobos a gado bovino aumentam a norte do rio Douro

Sábado, 09.04.16

lobo ibérico.jpg

 

Os ataques dos lobos ibéricos ao gado bovino e ovino aumentaram entre 2010 e 2015 no Parque Nacional de Peneda-Gerês, zona com as maiores alcateias de Portugal, indicam dados do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

 

Dados do ICNF a que a agência Lusa teve acesso revelam que em 2010 houve 539 bovinos atacados e em 2015 o número aumentou para 671 (mais 132), tendo em janeiro deste ano havido o registo de 59 novos ataques de lobos ibéricos, animal protegido por lei.

 

O presidente da Cooperativa Agrícola de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, entidade que gere a denominação de origem da carne Cachena da Peneda, contou à Lusa que tem havido mais relatos de ataques de lobos ibéricos a bovinos desta raça, mas também de outras, como Barrosã ou Mirandesa, em relação a 2010.

 

O aumento dos ataques dos lobos ibéricos a Norte do rio Douro explica-se porque atualmente há mais gado bovino e também porque esse gado pasta num sistema de "produção extensiva", ou seja, pastoreia livremente, explicou a engenheira agrária Beatriz Silva.

 

Outras razões para o aumento dos ataques dos lobos aos bovinos prende-se com a "regressão de pequenos ruminantes" nas serras e porque os lobos ibéricos são uma espécie protegida por lei que obriga inclusivamente à indemnização dos lesados.

 

Para combater os ataques aos bovinos, Beatriz Silva defende um repovoamento nas serras do Parque Nacional da Peneda-Gerês, com "veados, coelhos e corsas", animais ruminantes que servem de alimentação para os lobos ibéricos, um mamífero que "não ataca o homem", a não ser que se sinta ameaçado, sublinha a especialista.

 

"O lobo ibérico é uma espécie que tem de ser preservada, porque faz falta ao equilíbrio do habitat", recorda a engenheira agrária, considerando que o sucesso da preservação daquela espécie é "dar formação aos produtores" para que exista tanto a defesa do gado como a dos lobos, com o menor número de prejuízos para ambos os lados.

 

O ICNF refere que o gado ovino também sofreu um aumento de mais 14 ataques, se compararmos 2010 com 2015. Em 2010 há registos de 226 ataques de lobos ibéricos a ovelhas e em 2015 o número de ataques aumentou para 240.

 

O ICNF disse à Lusa que identificou "prejuízos em 5.100 animais, designadamente ovinos, caprinos, bovinos, equinos e caninos, e que os prejuízos já foram processados "para efeitos de indemnização".

 

Em 2010, 2012, 2015 e no mês de janeiro de 2016, inclusivamente, o ICNF confirmou "prejuízos em 5.100 animais", o que corresponde a um total de 1 milhão e 78 mil euros de indemnização.

 

Atualmente estão identificadas 11 alcateias na região do Parque Nacional Peneda-Gerês, que engloba os concelhos de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira, Caminha, Viana do Castelo, Melgaço, Monção, Valença, Ponte de Lima, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Vila Verde, enumerou o ICNF.

 

Há registo de abaixamento de ataques no gado caprino, com o ano de 2010 a registar 465 ataques e em 2015 menos 115 ataques a cabras (350).

 

Os números de ataques de lobos também baixaram em relação ao gado equino entre 2010 e 2015, diminuindo de 420 cavalos para 397, respetivamente, ou seja menos 23 cavalos atacados.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:34

Marcha Animal volta hoje às ruas para exigir "mais proteção" para os animais

Sábado, 09.04.16

cães.jpg

 

A Marcha Animal regressa hoje às ruas de Lisboa para exigir "mais proteção para os animais" e reclamar que "tortura não é cultura", numa referência à tauromaquia que os promotores pretendem que não receba financiamento do Estado.

 

"Tal como fazemos anualmente, em abril vamos levar a cabo uma marcha que pede mais proteção para os animais, e que este ano tem um ângulo muito especial", já que o mote é "tortura não é cultura", disse à Lusa a presidente da associação Animal, que promove o evento.

 

Isto acontece numa altura em que duas petições da Animal deram entrada no parlamento e que estão prestes a ser discutidas: uma pede para que Portugal siga a recomendação da ONU e que afaste os menores da tauromaquia e a outra para os dinheiros públicos não patrocinarem esta atividade.

 

"Se as pessoas quiserem ir à tourada, que infelizmente é uma atividade legal, podem ir, mas que paguem", acrescentou Rita Silva.

 

Para esta marcha deverão vir "muitas associações" de defesa do bem-estar animal, incluindo internacionais.

 

Sobre a lei que criminaliza os maus tratos contra os animais, a presidente da Animal considera que esta "tem dado alguns frutos", embora registe vários aspetos que merecem ser melhorados.

 

"O que queremos é mais e melhor aplicação da lei. Há muitas coisas a corrigir. Estamos satisfeitos pela lei existir, mas não chega", disse.

 

Segundo Rita Silva, a Animal recebe todos os meses cerca de 300 denúncias de maus tratos contra animais. "E não somos a autoridade", disse.

 

De acordo com esta dirigente associativa, "as pessoas continuam a queixar-se de que as autoridades continuam a responder mal e a demorar muito tempo a agir".

 

A maior parte das denúncias relaciona-se com "negligência e omissão de cuidados" e refere-se a animais que vivem nas varandas, muitas vezes sem passear, sem contacto com os humanos, a viverem nos próprios excrementos e sem qualquer abrigo dos fatores climatéricos.

 

"Ainda recentemente, por altura da Páscoa, fomos contactados por pessoas que denunciaram situações de animais que ficaram vários dias nas varandas, enquanto os donos viajavam".

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:21

Tigres estão “funcionalmente extintos” no Cambodja

Quarta-feira, 06.04.16

tigre.jpg

 

Os tigres estão “funcionalmente extintos” no Cambodja, anunciaram hoje, pela primeira vez, conservacionistas daquele país. O anúncio foi feito durante a apresentação de um plano para reintroduzir os animais nas florestas do país.

 

As florestas secas do Cambodja foram, durante séculos, casa privilegiada dos tigres-da-Indochina, mas a WWF explicou hoje que a caça ilegal dos animais mas também das suas presas acabou por devastar o número de tigres do local.

 

Segundo o Guardian, que citou a WWF, o último tigre foi visto numa câmara-armadilha na província de Mondulkirim em 2007. “Hoje já não há qualquer população reprodutora de tigres no Cambodja, por isso eles são considerados funcionalmente extintos”, explicou o grupo conservacionista.

 

Em Março, o Governo do Cambodja aprovou um plano para reintroduzir os animais nas florestas protegidas de Mondulkiri, uma tentativa de revitalizar a sua população. Segundo as autoridades, os tigres serão colocados no seu habitat original e protegidos contra os caçadores ilegais.

 

“Queremos dois tigres machos e cinco a seis fêmeas, de início”, explicou Keo Omaliss, director do departamento de vida selvagem e biodiversidade da Forestry Administration. “É uma tarefa gigante”. O projecto vai custar €17 milhões a €43 milhões.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 13:17

Cães com quartos de luxo e com ligação à internet num hospital na Maia

Sábado, 14.11.15

cães.jpg

 

Água, Terra, Fogo, Ar e Arrábida são os quartos de luxo para "Very Important Dogs", ou cães muito importantes de um hospital veterinário, na Maia, que permite aos donos acompanharem os seus animais através de uma aplicação na internet.

 

Os quartos, com nove metros quadrados e outro tanto de jardim privativo, estão decorados consoante os seus nomes e têm ainda um sofá-cama, música ambiente para relaxar e uma câmara de vídeo, cujas gravações são disponibilizadas, em tempo real, por rede em qualquer aparelho, através de uma senha de acesso.

 

Foi esta a forma encontrada de oferecer o "conforto de um lar" aos animais que não estão habituados a estar num canil normal, explicou à Lusa Sara Curvelo, a diretora clínica hospital que abriu portas em junho deste ano e cuja inauguração oficial está marcada para hoje.

 

"A porta do quarto, sempre que o tempo permite, está aberta e os cães entram e saem quando querem", explicou a veterinária segundo a qual este "hotel de cinco estrelas" tem sido procurado por "uma panóplia muito vasta" de clientes.

Seja um animal de estimação grande ou pequeno, o que importa é que o dono "queira tratar bem o seu bicho, seja gato ou seja cão".

 

E se o quarto em regime VID (Very Important Dog) ou os jardins, privativos e não só, não forem suficientes para gastar toda a energia, estes hóspedes podem sempre esticar as quatro patas na piscina aquecida de 40 metros quadrados que, para além de destinada à reabilitação de animais, está também aberta ao lazer.

 

"Não é só para animais com problemas, é também um sítio para eles gastarem energia e para melhorarmos a qualidade de vida, que é esse o nosso objetivo", adiantou a responsável que quase diariamente se atira para a água, até para ajudar alguns cães a queimar calorias.

 

E porque cães e gatos nem sempre andam bem juntos, o hospital veterinário Mais Animais tem também salas independentes e consultórios exclusivos.

 

Aos animais podem ainda ser prestados outros serviços como inseminação artificial, acompanhamento ecográfico de gestação, imagiologia e cirurgia com recurso a laser, que, segundo Sara Curvelo, permite "menos dor na recuperação, hemorragia zero e toda uma série de facilidades na recuperação."

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 14:15

Maus tratos a animais totalizam 98 crimes e 4.536 multas no primeiro ano da lei

Quarta-feira, 07.10.15

A GNR registou 98 crimes e 4.536 contraordenações durante o primeiro ano da lei que criminaliza os maus tratos e o abandono de animais de companhia, indicou esta quarta-feira aquela força de segurança.

Um ano após a entrada em vigor da lei que criminaliza os maus tratos e o abandono de animais de companhia, a Guarda Nacional República participou aos tribunais 98 crimes, o que faz, uma média, de cerca de oito crimes por mês.

O distrito com maior número de crimes foi Setúbal, que, num total de 18, registou 12 por maus tratos e cinco por abandono, seguindo-se a Madeira que contabiliza 12 crimes, dos quais oito são de maus tratos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 16:55

Os animais não têm direitos, porque eles não pagam impostos, não têm contas bancárias e nem votam!

Terça-feira, 29.09.15

Princesa Michael de Kent acredita que os animais não têm direitos, porque eles não pagam impostos.

 

 The 70-year-old, que é casado com a rainha primo príncipe Michael de Kent, bateu para fora com ativistas dos direitos dos animais de hoje.

 

 Ela falava no Henley Festival Literário em Oxfordshire sobre seu novo romance, Agnes Sorrell: Mistress of Beauty.

 

O historiador escritor disse o Telegraph: "Hoje nós estamos sempre ouvindo sobre os direitos dos animais.

 

 "Bem, eu sou um grande amante dos animais e envolvido em um monte de conservação, mas os animais não têm direitos.

 

 'Eles não têm contas bancárias, eles não votam.

 

 'Nós temos obrigação de animais, mas para dizer que eles têm direitos?  Você só tem direito se você pagar seus impostos.  Você ganha seus direitos. "

 

 A princesa possui cães e gatos a si mesma e ainda conseguiu convencer Battersea Dogs Home para adicionar 'Cats' ao seu nome, depois que seu marido foi feita patrono.

 

Em 2007, a People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) enviou-lhe um casaco de peles de imitação depois que ela foi vista usando um real.

 

 Falando sobre seu livro, que é agora, ela discutiu a mudança dos costumes e como as pessoas viram os direitos ao longo dos séculos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 22:57

Ferroviário aposentado constrói locomotiva para seus cães

Sexta-feira, 25.09.15

cães_em_locomotiva.jpg

 Foto: Reprodução via internet

 

Eugene Bostick, de 80 anos, ferroviário aposentado, constrói locomotiva para os seus cães .

Estes animais eram vadios e foram por si resgatados das ruas do Texas.

Isto sim, isto mostra que ainda à quem se preocupe com a vida destes animais!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 10:05

Ratos podem evoluir até ao tamanho das vacas

Sábado, 05.09.15

Ratos e ratazanas gigantescas, do tamanho de vacas ou até maiores, podem ser uma realidade do futuro do Planeta, de acordo com um estudo coordenado pelo geólogo Jan Zalasiewicz, da Universidade de Leicester. O estudo foi publicado no ano passado e reavivado ontem pelo Mail Online, tendo como pano de fundo este outro estudo, não menos assustador.

 

“Os animais vão evoluir, com o tempo, para qualquer tipo de corpo que lhes permita sobreviver e reproduzir”, explicou Zalasiewicz. O cenário aterrador pode ser uma realidade assim que os ratos, altamente adaptáveis, possam aproveitar-se da extinção de grandes mamíferos.

 

Um exemplo desta evolução: no período cretáceo, durante a era dos dinossauros, existiam mamíferos muito pequenos, do tamanho de ratazanas e ratos, uma vez que os dinossauros ocupavam maiores nichos ecológicos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:10

Tubarões-azuis avistados em Aveiro

Terça-feira, 01.09.15

 

tubarao-azul.jpg

 

Um tubarão-azul, também conhecido por tintureira, apareceu morto esta terça-feira na ria de Aveiro e alguns exemplares foram avistados na passada segunda-feira em praias do concelho de Ílhavo.

 

"Apareceu uma tintureira morta, com cerca de 70 centímetros, na ria de Aveiro. É um animal pequeno, juvenil, que já foi entregue ao Centro de Reabilitação de Animais Marinhos de Quiaios", disse à agência Lusa o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira.

 

Além deste exemplar, houve dois avistamentos destes animais na segunda-feira, um de manhã, na praia da Barra, e outro à tarde, na praia Velha, referiu o mesmo responsável, acrescentando que "a Polícia Marítima deslocou-se por mar e por terra para ver se havia algum animal e não foi identificado nada".

 

"Os animais aproximaram-se da costa, porque a temperatura da água do mar poderá estar mais alta do que é normal, ou seguiram algum cardume", explicou o comandante da Capitania do Porto de Aveiro.

 

Luciano Oliveira tranquiliza os banhistas, dizendo que esta espécie "não representa qualquer perigo para o homem". No entanto, recomenda às pessoas para, se virem destes animais, "não interferirem com eles".

 

O tubarão-azul, tintureira ou guelha (Prionace glauca) é um tubarão da família Carcharhinidae e é o que mais vezes é avistado junto à costa portuguesa.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:21



Pesquisar

 


subscrever feeds



Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?