Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!

  • Planeta Cultural

    .......deve ganhar pouco no Real de Madrid e preci...







Gestão que não é gestão nenhuma!

Sábado, 30.07.16

Hoje em dia, os nossos gestores estão apenas trabalhando para a estatística diária, pois dão/oferecem tudo por um determinado tempo, depois, findo esse tempo, o cliente constata que não tem possibilidades de suportar essa nova despesa e assim, deixa de pagar e, neste caso, a empresa fica a "gemer" e aqui, lá vem a estatística trimestral/semestral/anual, em que vão constatar as imparidades registadas!

 

Hoje em dia, ligam-nos de qualquer lado a oferecer mundos e fundos, sem se preocuparem se temos dinheiro para aguentar tal prestação e por estas e muitas parecidas com estas, é que isto vai esmorecendo e a culpa, bem, a culpa será dos nossos Gestores, pois apenas trabalham e indicam trabalho para a estatística do momento!

 

O país está de rastos derivado à má gestão de quem se diz que é formado nestas áreas da Gestão/Economia/Finanças.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 10:36

‘Kim Kardashian do Paquistão’ encontrada morta

Domingo, 17.07.16

Kim Kardashian do Paquistão.png

A socialite Qandeel Baloch, conhecida como a ‘Kim Kardashian do Paquistão’, foi estrangulada até à morte pelo irmão. A polícia afirma que este parece tratar-se de um “crime de honra”.

 

Baloch publicava frequentemente fotografias suas nas redes sociais, desafiando as regras seguidas pela sociedade paquistanesa.

 

Nabeela Ghazanfar, porta-voz da polícia de Punjab, disse à agência Reuters que Baloch foi encontrada morta em sua casa.

 

“O seu pai ligou para a polícia a dizer que o filho Waseem tinha estrangulado Qandeel. Trata-se, aparentemente, de um crime de honra, mas só uma investigação mais aprofundada poderá revelar as verdadeiras motivações por detrás deste homicídio”, afirmou.

 

Ghazanfar explicou ainda que a polícia procura agora Waseem, que se encontra desaparecido desde a altura do crime.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 09:47

Joyce: tatuagens de cortar a respiração

Sábado, 09.07.16

Joyce.jpg

 Foto: Reprodução via internet

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:47

7 PECADOS QUE (MUIT)OS PAIS INSISTEM EM COMETER

Sábado, 09.07.16

criança.jpg

 

Pense nos hábitos negativos dos seus filhos… Será que o mau exemplo vem de si? A psicóloga Vera Lisa Barroso analisa alguns comportamentos, comenta-os e faz recomendações

 

Já ponderou que as suas atitudes podem estar a influenciar negativamente o comportamento dos seus filhos? Escolhemos os sete pecados mais comuns dos pais e pedimos à psicóloga Vera Lisa Barroso, da Oficina da Psicologia, que os comentasse e aconselhasse como corrigir esses mesmos maus hábitos. Lembre-se que os pais são, na generalidade dos casos, os modelos que as crianças seguem e devem comportar-se como tal. Estes são alguns dos erros mais comuns:

 

1. Subornar as crianças para que tenham determinado comportamento

 

«Logo que usamos o termo subornar, sabemos que estamos a falar de um mau princípio na educação de qualquer criança. Desde cedo, devem integrar a divisão de tarefas e ter as suas próprias responsabilidades. O mesmo relativamente às boas atitudes que, na sua essência, estão muito mais relacionadas com o sentido de justiça, igualdade e reciprocidade das relações entre pessoas, do que com o estrito cumprimento de regras e normas sociais», refere Vera Lisa Barroso.

 

«Assim sendo, não estamos a falar de uma aprendizagem que se compre com presentes. Pelo contrário, estamos a falar de importantes valores pessoais que se desenvolvem por modelagem às principais figuras de referência das crianças, ações e diálogos reflexivos entre pais e filhos relativamente às diferentes situações do dia a dia», explica a psicóloga.

 

«O objetivo é criar uma mobilização interna para a escolha de determinadas atitudes e assunção de responsabilidades, em detrimento de uma motivação externa, como o caso dos presentes. O elogio e a felicitação são excelentes formas de valorizar as crianças», acrescenta ainda a especialista.

 

2. Ser inconstante na educação e nos castigos

 

«Imagine que no seu local de trabalho tem uma chefia que, um dia, pede uma coisa, outro dia, outra, um dia, critica e/ou penaliza um trabalho, outro dia, não diz nada ou elogia... Desta forma, é fácil perceber o quão desorganizador este cenário se torna para qualquer pessoa. É fundamental que as crianças cresçam com consistência, percebam que existe coerência entre os adultos, pelo menos, relativamente às regras de base», alerta Vera Lisa Barroso.

 

«A desautorização, crítica ou mudança de postura face às mesmas situações, em momentos diferentes ou com pessoas diferentes, só serve para baralhar as crianças. Os adultos devem fazer escolhas educativas duradouras e sobreviventes aos vários testes que as crianças vão fazendo», elucida ainda a psicóloga.

 

3. Não impor limites

 

«A inexistência destas fronteiras simbólicas impede que as crianças identifiquem qual o espaço de liberdade e segurança no qual podem agir. Seria uma espécie de anarquia, onde se pode fazer tudo, porque não existem regras. Na prática, por muito que os limites sejam contestados, eles existem para proteger as crianças e dar sentido às suas escolhas. Caso contrário, viveriam em confusão, frustração, insegurança e revolta», sublinha Vera Lisa Barroso.

 

4. Trabalhar demasiado para dar tudo aos filhos

 

«Na realidade, pouco serve proporcionar tudo aos filhos se nada puder partilhar com eles. Pouco adianta oferecer todos os brinquedos do mundo se não tiver tempo para brincar com eles, dar-lhes livros se não tiver tempo para ler com eles ou ainda proporcionar-lhes atividades extracurriculares, se não tiver tempo para as acompanhar... A verdade é que a grande maioria das crianças e adolescentes está consciente da ausência dos pais nas suas vidas e sofre com isso», diz a psicóloga.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 09:43

Hillary Fisher

Terça-feira, 05.07.16

Hillary Fisher.jpg

 Ui......ui.....

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:03



Pesquisar

 


subscrever feeds



Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?