Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!

  • Planeta Cultural

    .......deve ganhar pouco no Real de Madrid e preci...

  • Sam

    Para quem gosta de redes sociais e quer ganhar uns...

  • Planeta Cultural

    Com um alvarinho a acompanhar...Ui....mas que peti...






Acções do BCP ajustam esta terça-feira para 11,1 cêntimos

Segunda-feira, 30.06.14

As acções do BCP negociaram esta segunda-feira pela última vez com direito a participar no aumento de capital, pelo que terça-feira a cotação dos títulos sofre um ajuste técnico para 11,1 cêntimos. Os direitos ficam com um valor teórico de 8 cêntimos.

 

A cotação das acções do Banco Comercial Português vai ajustar na sessão de terça-feira, 1 de Julho, para reflectir o facto de os títulos passarem a negociar destacados dos direitos de subscrição das novas acções que o banco vai emitir.

 

Esta segunda-feira, 30 de Junho, os títulos fecharam a valer 19,09 cêntimos, após uma subida de 4,95%, pelo que o ajuste da cotação leva as acções a um preço de 11,1 cêntimos, de acordo com os cálculos do Negócios. Na terça-feira, 1 de Julho, a variação das acções na abertura será contra este preço ajustado (11,1 cêntimos) e não face à cotação de fecho da véspera (19,09 cêntimos).

 

A diferença entre o valor de fecho de ontem e a cotação ajustada pós-destaque dos direitos corresponde ao valor teórico dos direitos. Assim, estes títulos que permitem subscrever as novas acções do BCP têm um valor teórico de 8 cêntimos. Este ajuste nas acções é de 42%, mas não representa uma perda para o investidor, já em que troca da queda do valor das acções os investidores recebem direitos de subscrição de novas acções. O efeito no PSI-20 também é nulo.

 

Quatro direito subscrevem sete acções

 

A cada acção que os accionistas do BCP tinham em carteira até ao fecho de hoje será atribuído um direito. Cada direito possibilita a subscrição de 1,75 novas acções do BCP no aumento de capital. Ou seja, por cada 4 direitos, o investidor poderá subscrever sete novas acções do banco liderado por Nuno Amado, além do pagamento de 0,065 euros por cada uma. 

 

Os direitos de subscrição do aumento de capital vão ser negociados em bolsa entre 4 e 14 de Julho. Em função deste ajuste técnico nas acções, estes direitos têm um valor teórico de 8 cêntimos.

   

Contudo, o seu valor irá depois variar consoante a cotação das acções. A diferença entre a cotação do BCP a partir do fecho desta segunda-feira, face ao preço de subscrição (0,065 euros), deverá multiplicar-se por 1,75 para encontrar o valor teórico do direito.

 

Os direitos vão ser também negociados em bolsa, sendo que o investidor pode optar por os vender (se não pretender participar no aumento de capital), ou então subscrever as novas acções.

 

Quem não é accionista do BCP, mas quer participar no aumento de capital, pode comprar direitos em bolsa e subscrever as novas acções. O período das ordens de subscrição inicia-se também a 4 de Julho e prolonga-se até 18 de Julho. Os resultados da oferta serão apurados a 22 de Julho. 

 

O BCP vai emitir 34.487 milhões de novas acções, numa operação que resultará num encaixe de 2.225 milhões de euros.

 

 

In' Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:54

Encontrado homem que estava desaparecido em Gaia

Sábado, 28.06.14

O homem foi encontrado num pinhal e sofreu ferimentos ligeiros


O homem que hoje de manhã esteve desaparecido na zona da Afurada, em Gaia, foi encontrado no meio de um pinhal, numa zona de “difícil acesso”, pelas 11:30, com ferimentos ligeiros, disse à Lusa fonte dos Sapadores de Gaia.

Segundo o chefe de serviço da corporação dos bombeiros, Carlos Santos, o homem, que aparenta ter entre os 40 e os 50 anos, estava “consciente, colaborante e apenas queixava-se de um pé” quando foi encontrado.

O alerta do desaparecimento foi dado pelo próprio, que telefonou para o 112 afirmando que teria caído num buraco, na encosta da Afurada.

“Havia dificuldades em localizá-lo porque não tínhamos uma identificação concreta do local”, disse o chefe de serviço dos bombeiros, justificando o facto de “a operação de ter sido demorada”.

Carlos Santos considerou que o homem terá caído naquele pinhal durante a madrugada, numa zona com "pedras incertas e de difícil acesso".

A vítima foi transportada para o Centro Hospitalar Gaia/Espinho com ferimentos ligeiros, concluiu.

No local estiveram bombeiros, elementos da PSP e do INEM.

As buscas decorreram entre “o pegão da ponte da Arrábida e o final da rua da Praia”, na Afurada, abrangendo uma área envolvente de “cerca de dois mil metros quadrados”.

 

 

In' ionline.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 15:02

Portugal perde com a República Checa

Sexta-feira, 27.06.14

Portugal deixou escapar esta sexta-feira uma vantagem inicial de dois "sets" para perder por 3-2 com a República Checa, em Opava, em jogo do grupo E da fase intercontinental da Liga Mundial.

 

Os portugueses foram superiores nos dois primeiros "sets", com 25-18 e 25-23 no marcador. Depois, os checos ganharam os outros três, com registos de 25-23, 25-23 e 15-11.

Com este resultado, Portugal mantém-se na frente do grupo, totalizando 16 pontos, mais dois do que a Holanda, o seu adversário direto, que tem menos um jogo disputado. A República Checa passa a ter 12 pontos, em terceiro lugar.

A jornada dupla prossegue no sábado com novo jogo entre checos e portugueses em Opava, enquanto a Holanda tem na Coreia do Sul, em Gwangwiu, dois jogos decisivos para as suas pretensões.

O vencedor do grupo avança para uma fase intermédia da Liga Mundial'2014, a disputar em Sydney, com a Austrália e outros dois vencedores de grupos intercontinentais. O primeiro de Sydney avança para a fase final, que terá a Itália como anfitriã.

 

 

 

In' O Jogo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:02

Rubén Botta para o lugar de Gaitán

Sexta-feira, 27.06.14

Rubén Botta, extremo/médio canhoto do Inter de Milão, está na lista dos encarnados já como forma de precaver uma possível saída de Gaitán. O empresário do jogador, Sergio Levinton, garante a O JOGO que o Benfica já está a par da situação deste argentino. "Para já, não há qualquer negociação. Há, isso sim, um interesse do Benfica, mas por agora ainda não é oficial", refere o agente FIFA, escusando-se a adiantar se o emblema da Luz aponta ao empréstimo ou a uma compra a título definitivo.

 

É que ontem a Sky Itália avançou que o Benfica foi um dos vários clubes que já apresentaram uma proposta formal pela cedência temporária do jogador de 24 anos. A lista dos restantes interessados é longa e engloba Torino, Cagliari, Parma, Flamengo, Independiente, Mainz e Besiktas. De acordo com a mesma fonte, o Inter de Milão, que não conta com o jogador para o plantel 2014/15, está agora a avaliar qual a melhor destas ofertas e ainda não tomou uma decisão definitiva pois quer avaliar com propriedade que emblema poderá melhor servir para revalorizar o jogador. A seu favor as águias têm sempre o facto de atuarem na montra da Liga dos Campeões.

O possível ataque a Rubén Botta - tanto pode jogar atrás dos avançados, como na ala esquerda - só deverá ter lugar caso se veja confirmado o adeus de Gaitán. Tal como O JOGO adiantou oportunamente, o Zenit - ainda agora levou Garay - aprecia muito o internacional argentino e poderá avançar com uma proposta tentadora.

Botta foi contratado pelo Inter de Milão no último verão, mas vinha de uma longa paragem por lesão e os nerazurri não "queimaram" com ele uma vaga de extracomunitário, cedendo-o ao Livorno até janeiro.

 

 

In' O Jogo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:59

Cinema português de volta ao interior do país

Quarta-feira, 25.06.14

O ciclo Cinema Português em Movimento vai voltar a percorrer no verão as aldeias e vilas do interior do país para «levar a cultura às populações mais isoladas», afirmou o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.

 

A 2.ª edição do Cinema Português em Movimento, organizado pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) entre 04 de julho e 07 de setembro, foi apresentada, esta quarta-feira, nas instalações do organismo, em Lisboa, onde foram assinados os protocolos com os municípios das localidades abrangidas pelo projeto.

Este ano, a iniciativa engloba onze autarquias: Alfândega da Fé, Aljezur, Arganil, Arronches, Borga, Idanha-a-Nova, Mêda, Oleiros, Penamacor, Sabugal e Vila Real de Santo António.

Durante o verão, quarenta localidades destes onze municípios no interior do país vão receber sessões de cinema com «dez filmes nacionais e uma curta-metragem alusiva aos 40 anos do 25 de Abril», exibidas ao ar livre e gratuitas.

A programação inclui películas como «Amália ¿ O Filme», «Aquele Querido Mês de Agosto», «Fados» ou «A Bela e o Paparazzo».

O secretário de Estado da Cultura referiu que o facto de a iniciativa abranger uma população não muito alargada ¿ há casos de localidades com menos de 500 habitantes - não deve impedir a sua realização.

O mapa da distribuição cinematográfica acompanha a distribuição geográfica da população, sendo que «as dinâmicas populacionais levaram ao longo das décadas a uma concentração da população na faixa litoral, originando uma ausência de ocupação cultural do interior do país», afirmou Jorge Barreto Xavier.

Segundo a presidente do ICA, Filomena Serras Pereira, o projeto visa «divulgar os filmes nacionais» e «favorecer o acesso dos cidadãos à cultura cinematográfica portuguesa».

No ano passado o projeto conseguiu «um total de 4.435 espetadores», em que 54,9% tinha entre 25 e 65 anos, 25,6% mais de 65 anos e 19,5% menos de 25 anos.

Nesta segunda edição, o ICA pretende «superar o número de espectadores da primeira», tendo investido no projeto cerca de vinte mil euros, referiu.

 

 

In' TVI24

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:50

BCP encerra com ganho de 13,5% em dia de troca frenética de acções

Quarta-feira, 25.06.14

Foi um início bem carregado no vermelho. Mas o verde foi a cor de praticamente toda a sessão. Incluindo no final, também ele um verde bem tingido. Assim decorreu a sessão desta quarta-feira do Banco Comercial Português.

 

Os títulos terminaram o dia 25 de Junho com uma valorização de 13,56% para os 18 cêntimos. Chegaram a ganhar 17,5%, quando tocaram nos 18,62 cêntimos. Recuperaram das três quedas expressivas da última sessão e puxaram pelo índice de referência nacional, o PSI-20, que somou 0,96%.

 

Os analistas antecipavam uma pressão negativa inicial sobre a negociação das acções do BCP depois de relevados os pormenores sobre o aumento de capital de 2.250 milhões de euros que o banco vai fazer. Mas esse movimento negativo só ocorreu mesmo no início. As acções arrancaram com uma quebra de 9% para a cotação mais baixa desde Dezembro de 2013, depois de levantada a suspensão decretada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), mas pelas 8h20 logo inverteram.

 

Apesar da subida expressiva da sessão, o BCP não conseguiu compensar as quebras que viveu ao longo do último mês, desde que, a 14 de Maio, saiu a primeira notícia a dar conta da preparação de um aumento de capital. Estava a 20,3 cêntimos a 13 de Maio.

 

Volume máximo em quase dois anos

 

Na sessão desta quarta-feira, houve uma pressão compradora. Foram negociados 617 milhões de títulos da instituição financeira sob o comando de Nuno Amado, o que mais do que triplica a média de 163 mil acções transaccionadas por sessão nos últimos seis meses.

 

Por comparação, na sessão de terça-feira (ainda que com menos duas horas de transacção) foram negociadas 128 milhões de acções. Não trocavam de mãos tantas acções do BCP num único dia como o de 25 de Junho desde Agosto de 2012, há já praticamente dois anos.

 

Olhar para o futuro positivo

 

Os analistas, embora referindo que o aumento de capital de 2.250 milhões é num montante superior ao estimado, consideram que a operação é positiva no médio e longo prazo. "Dor no curto prazo". "Ganho no longo prazo", anota o BPI Equity Research. "Apesar de esperarmos uma reacção inicial negativa, acreditamos que a acção continue atractiva", assinalam os especialistas da casa de investimento do BPI. "Para lá da reacção inicial [negativa], a nossa leitura da operação é mais equilibrada", aponta, por sua vez, o BESI.

 

Praticamente todos os especialistas referiram que era preciso olhar para lá da reacção inicial, que antecipavam que fosse negativa. Até porque está em causa a utilização de mais de 80% do dinheiro arrecadado (1.850 milhões) para reembolsar a ajuda estatal (embora alguns estimassem que o aumento de capital fosse suficiente para pagar todo o valor injectado em 2012).

 

"Em termos fundamentais, mantemos uma visão positiva de médio e longo prazo para o banco. Continuamos a percepcionar o BCP como uma história de reestruturação ligada à recuperação da economia portuguesa, complementada com as operações em Angola, Moçambique e na Polónia", comenta a unidade de investimento da Caixa Geral de Depósitos.

 

A cotação de fecho de ontem foi de 9,9 cêntimos se ajustarmos ao aumento de capital (cada acção irá dar um direito de subscrição das novas acções e cada quatro direitos permitirão subscrever sete novas acções). A subscrição dos novos títulos será feita por 6,5 cêntimos. Ou seja, em causa está um desconto de 34% face ao preço teórico de 9,9 cêntimos.

 

 

In' Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:04

Filhos de Will Smith dormem com cobras na cama

Domingo, 22.06.14

Willow e Jaden Smith têm dez serpentes em casa, algumas fora do reptário, e deixam que estas subam para as suas camas enquanto dormem.

 

A filha de 13 anos de Will Smith, segundo revelou uma fonte à US Magazine, é "obcecada por cobras". "Ela tem dez a dormir no seu quarto e algumas nem estão em jaulas!", assegurou.

 

Apesar de as serpentes terem Willow como dona, também Jaden, 15 anos, gosta de estar perto delas e até lhes chama "namoradas". "Elas entram na cama dele e aninham-se", referiu a mesma fonte.

 

A polémica revelação porderá lançar uma nova investigação sobre Will e a sua mulher, Jada Smith, que, em maio, foram interrogados pelos Serviços Sociais de Los Angeles devido a uma fotografia da filha deitada na cama com Moisés Arias, ator de 20 anos conhecido por entrar na série Hannah Montana. Segundo o RadarOnline, o casal foi inocentado.

 

 

 

In' JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 23:56

Rui Costa tricampeão na Volta à Suíça

Domingo, 22.06.14

O português Rui Costa (Lampre) venceu isolado a nona e última etapa da Volta à Suíça e revalidou os títulos conquistados em 2012 e 2013.

Muita emoção na derradeira etapa (156,5 qiolómetros entre Martigny e Saas Fee) de alta montanha, a incluir final de categoria especial após 17 quilómetros de subida. Rui Costa acompanhou a fuga de Bauke Mollema (Belkin-Pro Cycling Team) e Mathias Frank (IAM Cycling), igualmente na luta pela vitória final, e atacou nos últimos dois quilómetros, e venceu isolado com o tempo de 4.13:14 horas, deixando o suíço holandês e o suíço a 14 e 24 segundos, respetivamente.

Para trás, a mais de dois minutos, ficara Tony Martin, que partiu para a última tirada na liderança mas acabou por perder a amarela para Rui Costa.

O português André Cardoso chegou em sexto a 1:28 do compatriota.

Depois do terceiro lugar na Volta à Romandia, no início de maio, Rui Costa, que conquistou a primeira vitória com a camisola de campeão do Mundo, mostrou novamente que está em boa forma para atacar a Volta à França, que arranca no próximo dia 5 de julho.

Classificação da etapa:
1. Rui Costa (POR/LAM) 4h13:14. (média: 37,1 km/h)
2. Bauke Mollema (HOL/BKN) a 0:14.
3. Mathias Frank (SUI/IAM) 0:24.
4. Steve Morabito (SUI/BMC) 0:47.
5. Oliver Zaugg (SUI/TIN) 0:47.
6. André Cardoso (POR/GRM) 1:28.
7. Jérémy Roy (FRA/FDJ) 1:41.
8. Marcel Wyss (SUI/IAM) 1:48.
9. Tom Dumoulin (HOL/GIA) 2:18.
10. Roman Kreuziger (R.CHE/TIN) 2:18.

Classificação geral:
1. Rui Costa (POR/LAM) 33h08:35.
2. Mathias Frank (SUI/IAM) a 0:33.
3. Bauke Mollema (HOL/BKN) 0:50.
4. Tony Martin (ALE/OPQ) 1:13.
5. Tom Dumoulin (HOL/GIA) 2:04.
6. Steve Morabito (SUI/BMC) 2:47.
7. Davide Formolo (ITA/CAN) 3:00.
8. Roman Kreuziger (R.CHE/TIN) 3:03.
9. Janier Acevedo (COL/GRM) 3:20.
10. Eros Capecchi (ITA/MOV) 3:46.

 

 

In' A Bola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 23:52

Preso suicida-se na sua cela na cadeia de Coimbra

Sábado, 21.06.14

Um recluso do Estabelecimento Prisional de Coimbra suicidou-se esta tarde na cela. É o quinto suicídio registado este ano nas cadeias portuguesas

 

O homem , com cerca de 30 anos, terá usado um lençol para se enforcar no interior da sua cela. De acordo com informações recolhidas pelo DN, o recluso também ingeriu lâminas, cuja proveniência se desconhece. Não foi possível obter mais esclarecimentos da Direcção-Geral da Reinserção e dos Serviços Prisionais (DGSP).

Este ano, já houve outros quatro suicídios em cadeias, com os últimos dois casos a ocorrerem no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, ambos por enforcamento.

 

 

In' DN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 16:02

Argentina vs Irão - Online

Sábado, 21.06.14

O jogo entre a Argentina e o Irão, a contar para o grupo F do Campeonato do Mundo de Futebol, pode ser visto em directo através de um dos links abaixo indicados.

 

 

Transmissão agendada para as 17:00

 

 

Link: Argentina vs Irão - Online

Link: Argentina vs Irão - Online

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 12:39



Pesquisar

 


subscrever feeds



Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?



Pág. 1/6